Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Salgado está proibido de falar com três pessoas

Ricardo Salgado está proibido de falar com três pessoas, no âmbito das medidas de coacção que lhe foram impostas na semana passada, depois de ter sido ouvido no Tribunal de Instrução Criminal.

Negócios 28 de Julho de 2014 às 23:13
  • Assine já 1€/1 mês
  • 18
  • ...

De acordo com a SIC Notícias, o ex-presidente do Banco Espírito Santo está proibido de contactar com o construtor civil José Guilherme, que alegadamente lhe ofereceu de presente um total de 14 milhões de euros, em troca de conselhos de investimento em Angola.

 

Salgado está ainda impedido de falar com Hélder Bataglia, ex-presidente da Escom, e com Álvaro Sobrinho, antigo presidente do BES Angola. Os dois eram donos da gestora de fortunas suíça Akoya, que esteve no epicentro das investigações ao caso de fraude fiscal e branqueamento de capitais Monte Branco, e terão estado envolvidos no processo de venda da Escom à Sonangol.

A SIC Notícias noticiou ainda esta segunda-feira que Ricardo Salgado, que foi detido na quinta-feira para interrogatório, chegou a pedir uma caução que não excedesse os 500 mil euros, mas o Ministério Público recusou e o juiz Carlos Alexandre aplicou-lhe um valor seis vezes superior, de três milhões de euros. Ainda assim, a defesa do ex-presidente do BES conseguiu dilatar o prazo de pagamento desses três milhões. Em vez de dez dias úteis , Ricardo Salgado tem 15 dias para fazer o depósito em dinheiro ou entregar uma garantia bancária. Só depois poderá recuperar o passaporte.

O ex-banqueiro, que liderou o BES durante 22 anos, é suspeito dos crimes de burla, abuso de confiança, branqueamento de capitais e falsificação.

Ver comentários
Saber mais ex-presidente do Banco Espírito Santo banca José Guilherme Hélder Bataglia Ricardo Salgado Monte Branco Ministério Público Carlos Alexandre BES
Outras Notícias