Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Salter Cid substituído por Vitor Barros na Companhia das Lezírias

A Companhia das Lezírias, empresa pública que gere mais de 20 mil hectares de exploração agrícola na região centro, vai ter nova administração a partir de segunda-feira. Vitor Barros substitui o actual presidente, Salter Cid, avançou este último.

Isabel Aveiro ia@negocios.pt 07 de Dezembro de 2005 às 19:54
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A Companhia das Lezírias, empresa pública que gere mais de 20 mil hectares de exploração agrícola na região centro, vai ter nova administração a partir de segunda-feira. Vitor Barros substitui o actual presidente, Salter Cid, avançou este último.

Em declarações ao Jornal de Negócios Online, José salter Cid, que formalmente terminou o mandato a 31 de Dezembro passado, afirmou que lhe foi comunicado hoje telefonicamente, pela administração da Parpública, a sua substituição. O sucessor, Vítor Barros, foi secretário de Estado do Desenvolvimento Rural do Governo liderado por António Guterres e foi, nas últimas eleições autárquicas, candidato pelo Partido Socialista à câmara de São Pedro do Sul, saindo derrotado das mesmas.

A substituição será formalizada em Assembleia Geral da Companhia das Lezírias, a realizar no próprio dia, acrescentou o mesmo interlocutor.

Salter Cid afirma-se «amargurado» não com a sua saída, mas com o facto de a mesma ter sido anunciada um ano depois de ter terminado o mandato. Os mandatos da administração da Companhia das lezírias têm a duração de três anos, tendo a actual equipa liderada por Salter Cid terminado as suas funções em Dezembro último, ainda que a assembleia geral para a aprovação das contas da Companhia tenha sido realizada em Março passado.

Salter Cid irá voltar agora para as suas funções de Inspector-Geral na Portugal Telecom, que considera a sua "casa" e, a nível pessoal, manter-se-á ligado ao sector da Agricultura, afirmou o mesmo.

Contactado o Ministério da Agricultura sobre esta substituição, fonte oficial afirmou desconhecer qualquer mudança na administração da Companhia das Lezírias.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias