Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Santander emite 89,6 milhões de novas acções para entregar aos accionistas

O Banco Santander vai emitir 89,6 milhões de novas acções para distribuir aos investidores um dividendo em acções, anunciou o banco em comunicado à CMVM.

Negócios negocios@negocios.pt 14 de Outubro de 2009 às 08:56
  • Partilhar artigo
  • 6
  • ...
O Banco Santander vai emitir 89,6 milhões de novas acções para distribuir aos investidores um dividendo em acções, anunciou o banco em comunicado à CMVM.

No período de conversão voluntária relacionada com a emissão de valores Santander, que terminou no passado dia 5 de Outubro, foram recebidos pedidos de conversão de 754 valores Santander, refere o banco em comunicado à CMVM.

“Em conformidade com o disposto nos termos da emissão, o Banco Santander emitiu 257.647 acções novas em relação à conversão dos referidos valores Santander. No dia de ontem, foi inscrita no Registro Mercantil de Cantabria a escritura pública do aumento de capital representado pelas mencionadas novas acções, prevendo-se que as mesmas sejam admitidas à negociação nas quatro Bolsas de Valores Espanholas e no Sistema de Interconexión Bursátil no dia de hoje, de modo a que a sua negociação ordinária tenha início amanhã”, diz o documento.

As novas acções assim emitidas darão direito a participar no aumento de capital por incorporação de reservas voluntárias procedentes de resultados não distribuídos, aprovado pela Assembleia Geral Ordinária de Accionistas do Santander no dia 19 de Junho passado. Através desse aumento de capital será implementado o programa “Santander Dividendo Elección”.

Segundo o banco, o número de acções a emitir no aumento de capital é de 89.624.872. No entanto, ressalva que o número de acções que efectivamente se emitam poderá ser inferior, pois dependerá do número de direitos que sejam adquiridos pelo banco em virtude do seu compromisso de compra.

“O Banco Santander renunciará aos direitos de incorporação adquiridos em virtude do referido compromisso, pelo que unicamente serão emitidas as acções correspondentes aos direitos de incorporação não adquiridos pelo Banco Santander em execução daquele”, sublinha o documento.

O número de direitos de incorporação necessários para receber uma acção nova é de 91. “Os accionistas do banco que se encontrem legitimados como tais nos registos contabilísticos da Iberclear às 23:59 horas do dia da publicação do anúncio do aumento no Boletín Oficial del Registro Mercantil (previsto para 15 de Outubro) receberão um direito de incorporação (derecho de asignación gratuita) por cada acção Santander de que sejam titulares. Portanto, tais accionistas terão direito a receber uma acção nova por cada 91 acções antigas de que sejam titulares na data indicada”, diz o Santander.

Consequentemente, o montante máximo do aumento de capital ascende a 44.812.436 euros. “Novamente, o montante em que efectivamente se aumentará o capital social do Banco dependerá do número de acções que finalmente se emitam”, acrescenta o comunicado.

Para garantir que o número de direitos de incorporação necessários para receber uma acção nova e o número de acções a emitir fossem números inteiros, a Pereda Gestión, filial do Banco Santander, renunciou a 18 direitos de incorporação, correspondentes a 18 acções Santander de que é proprietária, conclui o documento.

Ver comentários
Outras Notícias