Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Secretário de Estado da Energia critica marcas que exploram a sustentabilidade

O governante diz que na energia "o interesse público tem que se afirmar" e que a responsabilidade social deve ser mais do que "uma vitrina de troféus".

Miguel Prado miguelprado@negocios.pt 19 de Outubro de 2011 às 19:28
Henrique Gomes, secretário de Estado da Energia, deixou numa conferência da Ordem dos Engenheiros uma crítica implícita às empresas do sector que têm explorado o tema da sustentabilidade em benefício das suas próprias marcas.

O governante afirmou esta tarde que a actual conjuntura de crise deve implicar a partilha de sacrifícios entre os cidadãos e as empresas. “Conceitos como sustentabilidade e a responsabilidade social não podem ser reduzidos à visibilidade das marcas e a vitrinas de troféus empresariais”, disse o secretário de Estado da Energia.

Henrique Gomes não identificou o alvo do seu discurso, mas na mensagem poderá ter estado implícito um recado à EDP, com quem o Governo tentou, sem sucesso, negociar soluções para rever em baixa os custos dos contratos de remuneração garantida.

Ao nível da política energética, diz Henrique Gomes, “o interesse público tem que se afirmar”. O mesmo responsável refere ainda que, no âmbito das privatizações, os activos estratégicos a defender são os activos intangíveis, como a gestão dos sistemas, o planeamento das infra-estruturas e o planeamento energético do País.

Ver comentários
Saber mais Henrique Gomes secretário de Estado da Energia sustentabilidade
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio