Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Selo "Clean & Safe" será alargado aos aeroportos nacionais

O Turismo de Portugal e a ASAE vão fiscalizar entidades que recebam o selo que pretende transmitir segurança aos consumidores com a reabertura gradual da economia. A formação vai também duplicar.

Luís Araújo, Turismo de Portugal
Maria João Babo mbabo@negocios.pt 15 de Maio de 2020 às 16:02
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

O presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo, disse esta sexta-feira, na teleconferência organizada pela Nova SBE sobre "turismo: a reinvenção de um setor", que depois dos empreendimentos turísticos, agências de viagem, alojamento local e restauração, o selo "clean & safe" (limpo e seguro) também irá chegar aos aeroportos nacionais, estando para isso a haver conversas com a ANA.

"Temos de pensar que os nossos turistas estão agora com receio de viajar e as nossas empresas estão com baixa confiança na retoma, com quebras", afirmou o responsável da entidade que criou este selo, considerando tratar-se de "uma questão de confiança e de partilha de responsabilidade". "É um sinal que estamos preparados para receber qualquer pessoa", acrescentou.

"As medidas que foram implementadas do ponto de vista sanitário pelo Direção-Geral de Saúde, o apoio às empresas, o respeito e a forma como controlamos situação, têm sido alvo de elogios internacionais", disse o presidente do Turismo de Portugal, acrescentando que "estamos a conseguir transmitir a mensagem que estamos a lidar com situação muito bem e que estamos a preparar o futuro".

Depois do "clean & safe" ter avançado com os empreendimentos turísticos e agências de viagem, Luís Araújo disse que esta quinta-feira ficou disponível a plataforma para o alojamento local e para restauração, que "já se podem registar no balcão do empreendedor". 

 

O responsável disse ainda que vai haver fiscalização do Turismo de Portugal e da ASAE, que está já a ser programada. E que a formação, que começou com 2 mil formandos por semana, será duplicada para 4 mil pessoas. Luís Araújo disse ainda em breve haverá também uma plataforma que vai permitir  dar opinião relativamente aos estabelecimentos "clean & safe".

"Temos tudo para crescer, e lá fora só falam disto. Falam da maneira como estamos a responder, do selo, e da forma como estamos preocupados em transmitir mensagem relevante a quem quer vir a Portugal", disse.

Para Luís Araújo, o setor tem de fazer apostas estruturais, e não conjunturais, sendo que "baixar o preço é o maior erro que se pode fazer".

Ver comentários
Saber mais turismo Turismo de Portugal covid-19 Nova SBE
Mais lidas
Outras Notícias