Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Sete maiores bancos japoneses registam prejuízos recorde de 35,4 mil milhões de euros

Os sete maiores bancos japoneses registaram, no total, um resultado líquido negativo de 4,07 biliões de ienes (35,4 mil milhões de euros) no ano fiscal que terminou a 31 de Março de 2002, prejudicados pelas provisões efectuadas.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 24 de Maio de 2002 às 15:37
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Os sete maiores bancos japoneses registaram, no total, um resultado líquido negativo de 4,07 biliões de ienes (35,4 mil milhões de euros) no ano fiscal que terminou a 31 de Março de 2002, prejudicados pelas provisões efectuadas.

Os bancos nipónicos foram afectados pela recessão que atravessa a segunda maior economia do mundo e que levou ao aumento do crédito mal parado e à falência de inúmeras empresa, desde o sector tecnológico ao retalho.

Só para «limparem» o balanço dos créditos mal parados e corrigirem as avaliações das participações em empresas, os bancos nipónicos realizaram provisões de cerca de 7,9 biliões de ienes (68,7 mil milhões de euros) nos 12 meses terminados a 31 de Março de 2002.

O UFJ, quarto maior banco do Japão, registou prejuízos de 1,23 biliões de ienes (10,70 mil milhões de euros) no último ano fiscal, enquanto os resultados líquidos negativos do Mizuho, maior banco do mundo por activos, totalizou 976 mil milhões de ienes (8,49 mil milhões de euros).

No entanto os bancos japoneses estão mais optimistas para este ano e estimam já registar lucros combinados de 635 mil milhões de ienes (5,52 mil milhões de euros), uma valor considerado optimista pelos analistas.

Outras Notícias