Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Seur estima crescer 14,5% em Portugal este ano (act)

A Seur prevê que o volume de negócios em 2003, no mercado nacional, cresça 14,5%, face aos 22,61 milhões de euros registados no ano anterior disse Roberto Abarca, responsável da empresa para Portugal, em conferência de imprensa.

Negócios negocios@negocios.pt 12 de Março de 2003 às 13:28
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

(altera título e lead para dar ênfase a estimativas de facturação para 2003 em Portugal)

A Seur, empresa ibérica de transporte urgente, prevê que o volume de negócios em 2003, no mercado nacional, cresça 14,5%, face aos 22,61 milhões de euros registados no período homólogo disse Roberto Abarca, responsável da empresa para Portugal, em conferência de imprensa.

Roberto Abarca referiu que «Portugal está cada vez a ser mais importante para Espanha», reforçando que «dentro de cinco anos queremos crescer para 10% dentro da organização».

Em Portugal, a Seur emprega 357 pessoas e detém 158 veículos e sete plataformas, tendo o volume de negócio no nosso país representado 5% do total do grupo. Em 2003, a companhia irá empregar mais 40 empregados e adquirir mais 50 veículos.

No âmbito dos investimentos realizados pela empresa espanhola em Portugal, a Seur destaca a construção de um novo armazém na Maia (Porto), a mudança de instalações em Leiria e a compra de um outro armazém em Évora.

O responsável de Portugal da empresa de transporte urgente afirmou que «nos próximos dois, três anos prevemos abrir novas plataformas em Castelo Branco e Viseu». «Os Açores e a Madeira são centros importantes de negócio e queremos estar lá o mais depressa possível», acrescentou.

A empresa pretende apostar, além das novas plataformas, em desenvolvimento tecnológico, em publicidade e em organizações não governamentais com fins humanitários e culturais.

Seur factura 22,61 milhões de euros em 2002 no mercado nacional

Em 2002, a Seur facturou 22,61 milhões de euros em Portugal, o que representou 5% dos negócios globais da companhia, e pretende investir cerca de 21 milhões de euros no mercado nacional, dos quais 19,2 milhões de euros serão na compra de terrenos em Coimbra, Vila Real e Santarém e de um novo armazém em Lisboa e, 1,6 milhões de euros em sistemas de informáticos e em comunicações.

A Seur, em 2002, exportou 1,7% das suas mercadorias para Espanha, enquanto as importações do país vizinho têm diminuído, segundo Roberto Abarca.

Nos últimos três anos, a Seur investiu 1,8 milhões de euros em publicidade no mercado nacional, entre as campanhas encontra-se a da Operação Triunfo, programa da RTP1. Roberto Abarca afirmou que «o crescimento na publicidade anda sempre na ordem dos 10%».

Facturação da Seur a nível global cresce 6,2%

A facturação da Seur, a nível global, cresceu 6,2%, em 2002, acima do estimado pela empresa, para cerca de 456 milhões de euros, afirmou Ramon Mayo, presidente executivo.

A Seur previa, no ano passado, um volume de negócios atingisse os 446 milhões de euros.

O serviço Seur Frio, lançado em Setembro de 2002 e que assegura o transporte de mercadorias que necessita de frio positivo, facturou 375 mil euros, com um total de 11,2 mil expedições. Em 2003, este serviço deverá atingir receitas de 8,6 milhões de euros, através de 350 mil expedições.

Em termos de quota de mercado, Ramon Mayo frisou que a nível da Península Ibérica, a empresa atingiu «44% do mercado», em 2002.

A companhia de transporte urgente aumentou o número de empregados em 3%, no ano passado, para os 7.773 trabalhadores. A Seur detém 3.887 viaturas e 330 pontos de venda.

O presidente executivo disse que está em processo de estudo o lançamento do serviço Seur Phama em Portugal, mas ainda não está nada decidido.

No âmbito da estratégia da empresa, Ramón Mayo salientou que a Seur já ponderou duas aquisições em Portugal, mas que neste momento não é esse o caminho de expansão da Seur, uma vez que essa pretensão seria sempre com a garantia que ganharia quota de mercado e isso ainda não é claro.

Em 2003, a Seur prevê atingir um volume de negócios de 492 milhões de euros, o que representa um acréscimo de 8%, face ao homólogo. Este ano ainda serão lançados serviços e a companhia pretende consolidar o Seur Frio e a sua filial Seur Pharma.

Por Ana Pereira

Ver comentários
Outras Notícias