A carregar o vídeo ...
Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Seur investe 21 milhões de euros na expansão da rede em Portugal

A Seur, empresa privada ibérica de transporte urgente, prevê investir cerca de 21 milhões de euros, nos próximos dois anos, com a expansão da rede em Portugal, passando de 7 para 14 plataformas, disse Ramón Mayo, vice-presidente executivo da empresa.

Bárbara Leite 26 de Setembro de 2002 às 15:58
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A Seur, empresa privada ibérica de transporte urgente, prevê investir cerca de 21 milhões de euros, nos próximos dois anos, com a expansão da rede em Portugal, passando de 7 para 14 plataformas, disse Ramón Mayo, vice-presidente executivo da empresa.

Num encontro com jornalistas, Ramón Mayo afirmou que pretende «duplicar as plataformas em Portugal», sendo que «os investimentos não vão estar acima dos 20 a 21 milhões de euros, nos próximos dois anos».

Esta empresa ibérica lançou esta semana o novo serviço de transporte de mercadorias que necessite de frio positivo, dos sectores «químico e farmacêutico, cosméticos e sector alimentar, entre outros», referiu Ramón Mayo.

O lançamento do serviço implicou investimentos de 1,05 milhões de euros, prevendo a empresa facturar um total de 8,6 milhões de euros com essa área, no próximo ano.

A empresa quer oferecer este novo serviço «também a domicílios», disse o vice-presidente da Seur.

A facturação total prevista nesta área representará 2% das receitas da empresa de transportes ibéricas, que se «considera única na Península Ibérica, no sector de transporte urgente». No final de 2004, esta unidade de negócio deverá passar a representar «5% das vendas totais do grupo», acrescentou Mayo.

A empresa conta com 330 pontos de venda na Península Ibérica, detendo uma frota de 3.700 veículos e um total de 7.428 colaboradores.

No final de 2001, a empresa tinha investido em Portugal cerca de 20,8 milhões de euros, repartidos pelas novas instalações em Lisboa e Porto.

Com o novo serviço, a empresa vai adquirir 16 unidades de transporte com câmaras frigoríficas, revelou o mesmo responsável.

A Seur admite a entrada de um parceiro estratégico ou financeiro no seu capital a prazo, embora «não haja, agora, necessidade de isso ocorrer».

«Nos planos da empresa, até 2004, não está prevista nenhuma aquisição» na Península Ibérica, afirmou a mesma fonte, admitindo a «longo prazo» equacionar a entrada da empresa em Bolsa.

Em 2002, a empresa estima facturar um total de 440 milhões de euros, mais 2% do que o registado no final de 2001.

Ver comentários
Outras Notícias