Empresas Silvia Guichardo é a nova directora-geral da GSK Portugal para a área farmacêutica

Silvia Guichardo é a nova directora-geral da GSK Portugal para a área farmacêutica

Silvia Guichardo é a nova directora-geral da GSK Portugal para a área farmacêutica, em que a companhia emprega mais de 100 pessoas no país.
Silvia Guichardo é a nova directora-geral da GSK Portugal para a área farmacêutica
Bloomberg
Raquel Murgeira 27 de fevereiro de 2018 às 14:49

Silvia Guichardo é a nova directora-geral da GSK Portugal para a área farmacêutica. Natural da República Dominicana, é licenciada em Ciências Farmacêuticas, pela Universidade Tecnológica de Santiago, e tem um MBA (Master of Business Administration), pela Universidade Católica Pontifical Madre & Maestra, informa um comunicado da companhia farmacêutica, divulgado esta terça-feira, 27 de Fevereiro.

De acordo com o comunicado, a nova directora-geral da GSK Portugal tem desenvolvido a sua carreira internacionalmente. Começou o seu percurso profissional na farmacêutica Lilly, na República Dominicana. Em 2005, juntou-se à GSK EUA, onde ocupou vários cargos de liderança nas áreas do marketing, vendas e acesso ao mercado.

Em Julho de 2016, foi nomeada directora de marketing da área respiratória da GSK Espanha, onde foi responsável pelo lançamento e relançamento de vários produtos, incluindo o primeiro medicamento biológico para o tratamento da asma eosinofílica grave. 

"A GSK Portugal tem posições de liderança a defender, nomeadamente nas áreas respiratória e vacinas, e estamos na fase de preparação de novos lançamentos, que vão melhorar substancialmente a vida de muitos portugueses, principalmente com doenças respiratórias", afirma Silvia Guichardo, citada no comunicado. 




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
pub