Media Sindicato acusa Bruno de Carvalho de tentar limitar liberdade de imprensa

Sindicato acusa Bruno de Carvalho de tentar limitar liberdade de imprensa

O Sindicato dos Jornalistas considerou hoje que o apelo do presidente do Sporting para que os adeptos boicotem a comunicação social é uma tentativa de limitar a liberdade de imprensa e condicionar o trabalho dos profissionais.
Sindicato acusa Bruno de Carvalho de tentar limitar liberdade de imprensa
Lusa 18 de fevereiro de 2018 às 13:24

Em comunicado, o Sindicato dos Jornalistas (SJ) considera que as declarações proferidas na Assembleia-Geral do Sporting por Bruno de Carvalho contra os jornalistas, no sábado, "têm um teor claramente antidemocrático e instam a comunicação social portuguesa a adotar uma resposta coletiva".

 

O SJ considera "fundamental que as direções dos órgãos de comunicação social" adotem uma resposta "firme e coletiva" perante as afirmações.

 

O dirigente leonino apelou no sábado aos adeptos para deixarem de comprar jornais e de ver os canais de televisão portugueses, exceto a Sporting TV, e à saída da reunião magna do clube alguns jornalistas foram ameaçados por adeptos do clube.

 

À medida que abandonavam o pavilhão, vários sócios dirigiram insultos para as câmaras de televisão e aos jornalistas que se encontravam no local, motivando a intervenção da Polícia de Segurança Pública, que ainda se deparou com um rebentamento de um petardo.

 

"Num país onde o futebol tem uma presença relevante e constante, os dirigentes desportivos têm uma grande responsabilidade em garantir que o desporto contribui para o bem-estar social e não alimenta climas de ódio e perseguição", defende o SJ.

 

A nota refere também que é intenção do sindicato avaliar juridicamente o teor das declarações de Bruno de Carvalho e pedir reuniões urgentes com as principais forças de segurança, "no sentido de assegurar a proteção dos jornalistas".

 

O SJ vai também contactar as tutelas do Desporto e da Comunicação Social, a Liga Portuguesa de Futebol Profissional e a Federação Portuguesa de Futebol, bem como a Entidade Reguladora para a Comunicação Social.




pub