Aviação Sindicato inicia processo para realizar greve europeia na Ryanair

Sindicato inicia processo para realizar greve europeia na Ryanair

O Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil diz estar já a avançar com os procedimentos necessários para uma greve a nível europeu contra as condições de trabalho existentes na Ryanair.
Sindicato inicia processo para realizar greve europeia na Ryanair
Bloomberg / Reuters / Getty Images
Negócios 02 de abril de 2018 às 18:01

O Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC ) anunciou esta segunda-feira, 2 de Abril, que deu início aos procedimentos necessários para a realização de uma greve europeia dos tripulantes de cabine da Ryanair, "contra as condições de trabalho existentes nessa empresa irlandesa".

Em comunicado, o sindicato salienta que "os incumprimentos e as ilegalidades cometidas pela Ryanair em Portugal são-no também nas restantes bases europeias, sendo que, as pressões e ameaças feitas aos muitos tripulantes estrangeiros que se recusaram ontem a voar para Portugal e substituir grevistas, antecipou algo que já há muito se falava entre os sindicatos europeus, ou seja, uma greve a nível europeu contra as condições de trabalho existentes na Ryanair".

Na próxima quarta-feira, dia 4 de Abril, terá lugar o terceiro dia de greve dos tripulantes de cabine da Ryanair, que se iniciou a 29 de Março e decorreu também a 1 de Abril.

"Neste momento exigimos que o Governo intervenha imediatamente e imponha à Ryanair o respeito pela Soberania Nacional e pelas Leis Portuguesas, já que como portugueses merecemos ter representantes que cumpram o que prometeram aquando da sua investidura, ou seja, a promessa de cumprir e fazer cumprir a Constituição da República Portuguesa", diz ainda o SNPVAC.

Em causa está o cumprimento de regras previstas na legislação nacional como a parentalidade.

Nos dois dias de paralisação, o SNPVAC disse que a adesão rondou os 90%.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI