Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Soares da Costa gastou mais com remuneração de administradores em 2010

O conselho de administração da construtora auferiu um total de 2,6 milhões de euros no ano passado, contra 2,2 milhões em 2009.

Carla Pedro cpedro@negocios.pt 18 de Abril de 2011 às 17:55
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
As remunerações dos membros do conselho de administração em 2010 ascenderam a 2.608.856 euros, contra 2.229.944 euros no ano precedente, anunciou a construtora no seu relatório sobre o governo da sociedade.

O valor das remunerações de 2009 diz respeito a oito administradores (executivos e não executivos), ao passo que o valor do ano passado incide sobre 12 administradores. De salientar que os vogais António Frada e António Ramalho foram remunerados apenas até 26 de Abril de 2010, ao passo que os vogais Ana Maria Caetano, António de Arriaga, Carlos Moreira Garcia e Martim Castro Fino auferiram as suas remunerações a partir dessa mesma data e até ao final do ano.

Manuel Roseta Fino, presidente do conselho de administração, recebeu 260.000 euros no ano passado, a título de remuneração fixa, não tendo recebido qualquer valor a título de remuneração variável ou de subsídio de alimentação. Em 2009, tinha auferido 128.000 euros.

Já o CEO da construtora, Pedro Manuel Almeida Gonçalves (na foto), recebeu no ano passado 723.666 euros (275.780 euros de remuneração variável, 1.386 de subsídio de alimentação e 446.500 de remuneração fixa), contra 604.386 euros um ano antes (196.400 euros a título variável, 1.386 de subsídio de alimentação e 406.600 a título fixo).

Do total de 2.608.856 euros atribuídos aos membros do conselho de administração da Soares da Costa em 2010, a empresa sublinha que 1.687.439 euros foram remunerações dos membros executivos (dos quais 413.670 correspondem a remunerações variáveis) e 921.417 euros dos membros não executivos.

Em relação aos pagamentos de 2009 atribuídos aos administradores, 1.924.944 euros foram remunerações dos membros executivos (491.000 a título variável) e 305.000 dos membros não executivos.

Ver comentários
Saber mais Soares da Costa Manuel Fino Pedro Gonçalves remunerações
Outras Notícias