Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Soares da Costa dispara 16% com entrada de investidores

Os títulos da Soares da Costa seguem a negociar em forte alta, tendo chegado a subir mais de 16% na sessão de hoje para fixarem um novo máximo de 1995. A construtora mantém assim a tendência da negociação de ontem, quando avançou mais de 18%, animada pela

  • Partilhar artigo
  • ...

Os títulos da Soares da Costa seguem a negociar em forte alta, tendo chegado a subir mais de 16% na sessão de hoje para fixarem um novo máximo de 1995. A construtora mantém assim a tendência da negociação de ontem, quando avançou mais de 18%, animada pela entrada de investidores estrangeiros no seu capital.

As acções da empresa liderada por Manuel Fino subiram 18,02% na negociação de ontem, tendo somado um máximo de 22%. Hoje, os títulos da Soares da Costa seguem a valorizar 10,69% para 1,45 euros na sessão de hoje, tendo chegado a avançar mais de 16% para fixarem um novo máximo de Junho de 1995, nos 1,52 euros.

Com as valorizações registadas nestas duas sessões, a construtora aumenta os ganhos obtidos este ano. Desde o início de 2007 os títulos da empresa já mais do que duplicaram de valor. À actual cotação, a Soares da Costa está avaliada em 232 milhões de euros.

A subida dos títulos está a ser acompanhada de forte volume. Até ao momento foram transaccionados 5,4 milhões de acções da empresa, ou seja, mais de 4% do capital da empresa já rodou em bolsa. Este volume compara com a média diária dos últimos seis meses, de 1,8 milhões de títulos.

A contribuir para esta forte subida das acções da empresa liderada por Manuel Fino está, segundo fontes contactadas pelo Jornal de Negócios Online, a entrada de investidores no capital, nomeadamente de fundos.

"A construtora fez uma apresentação em Londres que parece ter impressionado os investidores". A mesma fonte acrescentou que, "a forte procura que se tem registado, e o baixo ‘free float’ da Soares da Costa, contribuem para esta valorização", ainda que "não deixe de ser, também, algo especulativa".

Contactada pelo Jornal de Negócios Online fonte oficial da Soares da Costa atribuiu a valorização acentuada das acções à entrada de fundos de investimento no capital da empresa.

"Tem havido uma boa gestão e a empresa começou a ser pro-activa na comunicação com potenciais investidores financeiros", afirmou fonte oficial da empresa.

O sector da construção tem sido alvo de vários movimentos de consolidação, nos últimos tempos o que tem alimentado os rumores sobre uma eventual compra da Soares da Costa.

Já esta semana, a compra da Abrantina pelo Grupo Lena veio acentuar os rumores de consolidação no sector que já este ano assistiu à compra da Sopol pela OPCA, liderada por Filipe Soares Franco mas controlada a 57% pelo Grupo Espírito Santo.

A Edifer, por seu turno, já admitiu publicamente que está interessada em encontrar parceiros internacionais para desenvolver a sua actividade

A Soares da Costa ocupa o quarto lugar do ‘ranking’ nacional das construtoras, tendo atingido em 2005 um volume de negócios de 320 milhões de euros. Ao longo deste mês a construtora já valorizou mais de 30%, tendo como termo de comparação a cotação de fecho de 30 de Março que foi de 0,92 euros.

A necessidade de um movimento de consolidação no sector da construção deve-se, segundo analistas, ao cada vez mais escasso volume de obras públicas, mas também à pequena dimensão das empresas nacionais quando comparadas com as congéneres europeias.

Outras Notícias