Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Sócios da Deloitte Portugal investigados por milhões vindos de Malta

O Ministério Público está a investigar um esquema usado por cerca de meia centena de sócios da Deloitte Portugal para trazer para o país 53 milhões de euros através de entidades sediadas em Maltas, avança o Expresso.

Reuters
Negócios 13 de Julho de 2019 às 12:31
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

O Ministério Público está a investigar o esquema utilizado por 48 sócios da Deloitte para fazerem chegar a Portugal 53 milhões de euros através de sociedades com sede em Malta, avança o Expresso este sábado.

Segundo a mesma publicação, a investigação surge na sequência de uma denúncia anónima dirigida em setembro de 2017 à Procuradoria-Geral da República (PGR), à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) e ao Banco de Portugal, entre outras entidades.

A denúncia foi feita três meses depois de o Expresso ter avançado, no âmbito dos Malta Files, com informação sobre a forma como os serviços prestados por sócios portugueses no exterior estavam a ser faturados a sociedades em Malta onde a tributação é mais baixa mas onde não houve qualquer atividade.

Até ao momento, porém, a investigação ainda não produziu resultados, e o "processo não tem arguidos constituídos", segundo confirmou a PGR ao Expresso.  

Na posse dos procuradores estará uma cópia de uma exposição enviada à presidente da CMVM, as contas das empresas envolvidas no circuito em Portugal, Malta e Angola e dados sobre quanto cada sócio da Deloitte recebeu das sociedades maltesas.

De acordo com o Expresso, os sócios da Deloitte Portugal criaram cinco sociedades em Malta, através das quais receberam dividendos de serviços prestados no estrangeiro.

 

Ver comentários
Saber mais Deloitte Portugal Malta files Ministério Público
Outras Notícias