Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Sonae admite reduzir participações nas subsidiárias para menos de 50%

A Sonae SGPS poderá reduzir para menos de 50% as participações detidas em algumas das suas subsidiárias, de forma a tornar a empresa mais atractiva para os investidores, disse Belmiro de Azevedo, em entrevista à Bloomberg.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 06 de Julho de 2001 às 09:05
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A Sonae SGPS poderá reduzir para menos de 50% as participações detidas em algumas das suas subsidiárias, de forma a tornar a empresa mais atractiva para os investidores, disse Belmiro de Azevedo, em entrevista à Bloomberg.

Esta é uma das medidas que estão a ser estudadas pela empresa, num plano que será anunciado até ao final do ano.

«Estamos a estudar o nível mínimo necessário para controlar a orientação estratégica de cada uma das “sub-holdings», disse Belmiro, acrescentando que «podemos baixar as nossas participações substancialmente, mesmo até abaixo dos 50%».

O presidente da Sonae afirmou que este plano visa também aumentar a liquidez das acções e incrementar o interesse dos investidores nas empresas cotadas em Bolsa.

A Sonae SGPS controla cerca da Sonae Indústria, sendo que a Sonae.com tem 25% do seu capital disperso no mercado.

«Criámos um grande problema, pois ficamos com participações muito grandes nas nossas subsidiárias», disse Belmiro.

O presidente da Sonae não especificou como vai reduzir a posição nas suas subsidiárias, mas adiantou que tem mais que uma solução para tornar as acções da empresa mais atractivas para os investidores.

«Qualquer pessoa inteligente é forçada a alterar a sua estratégia para se adaptar a esta nova situação», acrescentou.

Belmiro referia-se à forte queda da Bolsa nacional, que sofre devido às condições do mercado nacional e recebeu «a machadada final» com a tributação das mais-valias.

A Sonae fechou ontem a perder 1,16% para os 0,85 euros (170 escudos), acumulando uma desvalorização superior a 60% desde os máximos do inicio do ano passado.

Outras Notícias