Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Sonae SGPS equaciona “spin off” da Indústria; admite novos investidores

A Sonae prepara uma reorganização estatutária da sua unidade industrial, com o objectivo da Sonae Indústria se tornar independente da Sonae SGPS, operação que pode ser feita através de um “spin off”, com dispersão de capital em Bolsa, ou admitindo a entra

Bárbara Leite 10 de Fevereiro de 2004 às 14:16
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A Sonae prepara uma reorganização estatutária da sua unidade industrial, com o objectivo da Sonae Indústria se tornar independente da Sonae SGPS, operação que pode ser feita através de um "spin off", com dispersão de capital em Bolsa, ou admitindo a entrada de novos investidores temporários.

A Sonae SGPS desenvolve "uma série de medidas ao nível do governo da sociedade da Sonae Industria, para torna-la numa empresa independente", disse Paulo Azevedo, presidente da Sonaecom e administrador da Sonae SGPS.

Este responsável assume assim a manutenção da intenção de realizar um "spin off" das operações industriais da Sonae, mas lembra que "tem sido um processo longo", porque as duas empresas (Sonae SGPS e Sonae Industria) estão muito ligadas, devido aos compromissos assumidos em termos de financiamento da sociedade.

"As dispersões bolsistas têm mecanismos que não se podem realizar de um momento para o outro", destacou a mesma fonte. Primeiro a Sonae Indústria precisa, no entender de Paulo Azevedo, criar órgãos estatutários internos, como Conselho de Administração próprio, conselho de estratégia e auditoria.

Apesar de manter o compromisso, o responsável não se quer comprometer com calendários, nem com a forma como ocorrerá a dispersão de mais capital em bolsa.

Admite que a Sonae industria possa "ter um composição accionista diferente", não especificando qual, e avançando que podem entrar accionistas privados através de uma "private equity", ou que o reforço do capital em Bolsa resulte da mera cisão da Sonae SGPS (spin off).

Em Março de 2003 a Sonae SGPS anunciou que iria estudar uma operação para destacar a unidade industrial do grupo, criando uma nova empresa que iria incluir a Sonae Indústria (SI), a Sonae Produtos e Derivados Florestais (SPDF) (que controla a posição na Portucel) e a Gescartão.

Depois disso a Sonae adiou a cisão da Sonae Industria, após ter falhado a intenção de juntar aquele activo à maioria do capital da Portucel, onde detém 25% do capital.

Com a eventual autonomização da Sonae Indústria e da empresa que detém a Portucel e a Gescartão, a Sonae ficaria com 56,72% da nova empresa e seriam dispersos 43,28% do seu capital.

As acções da Sonae SGPS, que controla mais de 90% da Sonae Indústria, seguiam a subir 2,27% para os 0,90 euros.

Ver comentários
Outras Notícias