Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Sonaecom aumenta lucros em 70,8% para 39 milhões de euros

Os lucros da Sonaecom aumentaram 70,8% para 39 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano, face a igual período de 2014. A participação no capital social da Nos, nomeadamente os dividendos, e a expansão internacional impulsionaram resultados.

Pedro Elias/Negócios
Sara Ribeiro sararibeiro@negocios.pt 05 de Novembro de 2015 às 18:08
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O resultado líquido da Sonaecom subiu 70,8% para os 39 milhões de euros até Setembro face aos primeiros nove meses de 2014, segundo o comunicado enviado à CMVM esta quinta-feira, 5 de Novembro.

O volume de negócios, nos nove meses que terminaram em Setembro, aumentou 10,6% para os 99,7 milhões de euros, com a venda de equipamentos a aumentar 15,3% para 25,2 milhões de euros e as receitas de serviços a crescerem 12,1% para 63,4 milhões.

Os resultados financeiros situaram-se nos 25,2 milhões de euros, "influenciados positivamente pelo ajustamento ao justo valor da participação directa na Nos tendo por base o preço de mercado, com um valor de 23,5 milhões de euros, e pelos dividendos correspondentes recebidos no valor de 1,5 milhões de euros".

A Sonaecom, que detém várias tecnológicas como a WeDo Technologies, a S21SEC, a Saphety e a Bizdirect, tem uma participação de 2,14% no capital da operadora liderada por Miguel Almeida.

As contas da Sonaecom beneficiaram também da expansão internacional das empresas da Sonaecom. No final de Setembro, as receitas internacionais representava, 52,7% do total dos proveitos na área de tecnologia.

O EBITDA (resultado antes de juros, impostos, amortizações e depreciações) atingiu os 19,8 milhões, o que representa uma queda de 41,6% face ao registado no período homólogo. A empresa explica que esta queda é justificada "pelas operações descontinuadas nos primeiros noves meses do ano passado, mas também "pelo decréscimo do EBITDA do portfólio. 

Quanto aos custos operacionais, a Sonaecom registou um total de 97,5 milhões de euros, mais 11,3% do que o verificado no período homólogo, em virtude do maior nível de custos comerciais (10%), bem como do aumento de custos com pessoal (+14,7%), devido ao crescimento do número de colaboradores, essencialmente da S21sec, a tecnológica no âmbito dos SSI (Software e Sistemas de Informação).

O CAPEX operacional (investimento) do portefólio da Sonaecom, no período em análise, aumentou de 4,7 milhões para 6,1 milhões de euros.

A dívida bruta ficou nos 12,3 milhões de euros, menos 26,9% face ao período homólogo. Quanto à divida líquida, atingiu o valor negativo de 169,6 milhões de euros (-2,2%)

Ver comentários
Saber mais Sonaecom CMVM WeDo Technologies Nos Miguel Almeida
Outras Notícias