Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Sonaecom obtém prejuízo de 6 milhões de euros

A Sonaecom registou um prejuízo de seis milhões de euros no primeiro trimestre, o que compara com os resultados líquidos negativos no valor de 300 mil euros obtidos no período homólogo, informou a empresa em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mob

Ana Filipa Rego arego@negocios.pt 26 de Abril de 2007 às 19:24
  • Partilhar artigo
  • ...

A Sonaecom registou um prejuízo de seis milhões de euros no primeiro trimestre, o que compara com os resultados líquidos negativos no valor de 300 mil euros obtidos no período homólogo, informou a empresa em comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Segundo a mesma fonte, esta quebra nos resultados "explica-se pelo aumento em 13% da rubrica depreciações e amortizações, de 32,4 milhões de euros em 2006 para 36,6 milhões em 2007, como resultado do aumento da base dos activos nomeadamente da rede de UMTS/HSDPA da Optimus e da capilaridade de rede da Sonaecom Fixo".

O aumento dos custos financeiros relacionados com os empréstimos contratados no âmbito da operação pública de aquisição lançada pela Sonaecom sobre a PT e sobre a PT Multimédia, também contribuiu para maiores prejuízos.

O volume de negócios cresceu 4,5% face ao período homólogo do ano passado, para os 198,9 milhões de euros.

Este aumento "deveu-se sobretudo à boa performance da Sonaecom Fixo, que aumentou as suas receitas em 21,5% face ao primeiro trimestre de 2006 e ao aumento das receitas da Optimus, tendo o acréscimo de receitas de clientes, que se situou em mais 6,1%, mais do que compensado a quebra de receitas devido à descida de preços de terminação impostos pelo regulador, originando um impacto negativo de 4,8 milhões de euros".

O EBITDA, ou "cash flow" operacional, atingiu os 34 milhões de euros no período em análise, gerando uma margem de 17,1%, "o que representa uma melhoria de 2,7% face ao trimestre anterior".

A empresa salienta que o número total de colaboradores diminuiu 18,9% no primeiro trimestre, quando comparado com igual período de 2006. Esta diminuição "deve-se sobretudo à alienação da Enabler, em Junho de 2006 e à reestruturação do Público".

Quanto à Optimus, o número de clientes aumentou 10,3% para 2,6 milhões o que compara com os 2,4 milhões de clientes do primeiro trimestre de 2006. As receitas de dados "representaram nos primeiros meses de 2007, 16% das receitas totais de serviços", valor que compara com 13,4% em 2006.

Relativamente à Sonaecom, a empresa sublinha que o número de serviços em acesso directo aumentou 121,6 mil para 281,5 mil no final do trimestre, o que compara com os 159,9 mil registados no final do trimestre homólogo.

As receitas provenientes de serviços em acesso directo "representaram em 2007, 75,7% das receitas, valor que compara com 56,9 em igual período de 2006", sublinha a mesma fonte.


As acções da Sonaecom fecharam a cair 0,81% para 4,88 euros.

Ver comentários
Outras Notícias