Empresas Supervisão financeira alemã quer toda a gestão da Volkswagen investigada

Supervisão financeira alemã quer toda a gestão da Volkswagen investigada

A procuradoria alemã está a investigar toda a administração da Volkswagen e não apenas o anterior CEO sobre alegada manipulação de mercado. Gestão garante não ter violado as regras.
Supervisão financeira alemã quer toda a gestão da Volkswagen investigada
Reuters
Negócios 22 de junho de 2016 às 17:32

A autoridade federal de supervisão financeira da Alemanha (BaFin) solicitou à procuradoria de Braunschweig (onde a VW tem sede) que todos os ex-administradores da fabricante automóvel alemã Volkswagen sejam investigados por alegadamente não ter cumprido com as regras de divulgação de informação revelante ao mercado.

O que está em causa é saber se a informação sobre o impacto do escândalo das emissões poluentes deveria ter sido divulgada ao mercado antes do fim-de-semana de 19 de Setembro de 2015.

A notícia, veiculada pela imprensa internacional no final desta terça-feira, vem rectificar a informação inicial de segunda-feira anterior, que dava conta que apenas dois administradores – um deles o antigo CEO Martin Winterkorn - estariam a ser alvo de análise pelo ministério publico alemão.

O que o ABC e a Reuters escreveram agora é que a lista a investigar inclui assim outros membros da actual administração, como o actual CEO da marca alemã, Mathias Müller (que até Winterkorn sair era o administrador do grupo responsável pela marca Porsche) e Hans Dieter Pötsch, então director financeiro da VW.

Segundo fonte não identificada citada pela Reuters, foi a BaFin que solicitou ao ministério público que investigasse se seria toda a antiga administração da Volkswagen responsável pela gestão da informação na altura em que a crise das emissões de gás eclodiu, argumentando que seria colectivamente responsável. Até agora, as notícias davam conta da iniciativa da procuradoria alemã, mas não que tinha sido solicitada pela regulação financeira daquele país.

Gestão recusa acusações

Esta quarta-feira, 22 de Junho, dia de assembleia-geral de accionista da Volkswagen, a administradora Christine Hohmann garantiu que o grupo automóvel não violou as regras de divulgação de informação ao mercado.

Durante meses, a marca alemã de automóveis e as entidades norte-americanas estiveram em diálogo sobre os testes às emissões poluentes dos veículos Volkswagen, mas só a 18 de Setembro é que foi assumida a manipulação aos mercados financeiros.

 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI