Empresas Syngenta dispara 11% com luz verde dos EUA a compra multimilionária

Syngenta dispara 11% com luz verde dos EUA a compra multimilionária

O regulador aprovou a compra da Syngenta pela Chemchina, que representa o maior negócio de sempre realizado por uma empresa pública chinesa.
Syngenta dispara 11% com luz verde dos EUA a compra multimilionária
Reuters
Negócios 22 de agosto de 2016 às 09:34

As acções da Syngenta dispararam 11% depois do regulador norte-americano ter dado luz verde ao negócio com a Chemchina. A companhia química suíça regista a maior subida no índice Stoxx 600, que agrega as maiores cotadas europeias.

 

O regulador CGIUS aprovou a compra da Syngenta, a maior produtora mundial de pesticidas, pela Chemchina por um total de 43 mil milhões de dólares (38 mil milhões de euros), avança a Bloomberg esta segunda-feira, 22 de Agosto.

 

A oferta foi apresentada no início deste ano e representa o maior negócio de sempre realizado por uma empresa pública chinesa. Desta fusão vai nascer a maior companhia mundial de pesticidas e agro-químicos.

 

A aquisição surge num momento em que a Syngenta enfrentava um futuro incerto, apesar de ter rejeitado uma oferta da Monsanto no ano passado. A companhia tem sido pressionada pelos baixos preços das matérias-primas e pela instabilidade nos mercados, que penalizou as receitas da companhia

 

A Monsanto chegou a apresentar em 2015 uma proposta de 41 mil milhões de euros para comprar a Syngenta, com a companhia suíça a considerar que a oferta não era suficiente. Depois desta oferta, a Monsanto desistiu de comprar a Syngenta.

Já este ano, a alemã Bayer decidiu avançar para a compra da Monsanto, a maior fornecedora mundial de sementes, através de uma oferta pública de aquisição no valor de 55 mil milhões de dólares, mas a norte-americana rejeitou a oferta.

As acções da Syngenta disparam 11,92% para os 426,2 francos suíços.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI