Aviação TAP volta a abanar bandeira de 1 milhão de passageiros em Fevereiro

TAP volta a abanar bandeira de 1 milhão de passageiros em Fevereiro

No primeiro mês em funções, Antonoaldo Neves manteve a fasquia superada por 11 meses pelo antecessor Fernando Pinto. A taxa de ocupação da TAP melhorou em Fevereiro. EUA e Brasil continuam em crescimento.
TAP volta a abanar bandeira de 1 milhão de passageiros em Fevereiro
Miguel Baltazar
Diogo Cavaleiro 07 de março de 2018 às 14:07

A TAP voltou a transportar mais de 1 milhão de passageiros no mês de Fevereiro. É, segundo a transportadora aérea, a primeira vez que acontece no segundo mês do ano. Antonoaldo Neves (na foto) pôde, assim, manter o recorde no primeiro mês em que esteve ao leme da companhia aérea nacional. A TAP tinha batido a mesma barreira nos 11 meses anteriores, ainda no comando de Fernando Pinto. 

 

O crescimento homólogo de passageiros da TAP foi de 16,9% em Fevereiro, para 1.042.019, uma expansão que está praticamente em linha com o avanço que tinha sido registado em Janeiro (16%) quando comparado com o mesmo mês de 2017, segundo informações que constam numa nota de imprensa da companhia.

 

Este ano, as festividades de Carnaval ocorreram todas dentro do mês de Fevereiro quando, no ano passado, o dia de Carnaval foi no dia 28, o último do mês, pelo que parte das viagens habituais neste período terão tido lugar em Março.

 

O crescimento de 16,9% da TAP registado em Fevereiro é contudo inferior ao aumento de 22% do número de passageiros registado no acumulado de 2017.

 

Apesar do crescimento na comparação homóloga, houve um recuo de passageiros entre Fevereiro (1,04 milhões) e Janeiro (1,12 milhões). O primeiro mês do ano é marcado pelas viagens após as comemorações do ano novo civil, pelo que as comparações mensais mais dificilmente apontam para tendências.

 

Estes são dados referentes aos passageiros, não havendo indicações de receitas.

 

Segundo a transportadora que tem Miguel Frasquilho como presidente da administração e com Antonoaldo Neves no comando executivo (no lugar de Fernando Pinto), há 12 meses consecutivos que a barreira de 1 milhão de passageiros é superada.

 

Taxa de ocupação sobe mas fica abaixo da média de 2017

A taxa de ocupação foi de 80,2%, acima dos 78,9% verificados em Fevereiro do ano passado e também superior aos dados de Janeiro, quando 79% dos lugares oferecidos foram ocupados. No entanto, a média de 2017 tinha sido de 82,9%.

 

Os maiores crescimentos homólogos deram-se nas rotas de e para a Madeira e os Açores, na ordem dos 28,3%, um avanço inferior à taxa de 35% registada em Janeiro. A TAP assinala que o crescimento absoluto (em número de passageiros) foi maior nas viagens para a Europa (como ocorreu também ao longo de 2017), mas não especifica os mercados.

 

Os voos de longo curso para a América do Norte (EUA e Canadá) e Brasil cresceram 25,7% e 18,6%, respectivamente, no mês de Fevereiro em relação ao mesmo mês do ano anterior. O empresário David Neeleman, com nacionalidade brasileira e americana, é accionista indirecto da TAP em parceria com o sócio maioritário Humberto Pedrosa na Atlantic Gateway, que detém 45% da empresa portuguesa, tendo também assento na administração.

 

"O mês passado foi também o melhor Fevereiro de sempre para a TAP Cargo, com 6.400 toneladas de carga e correio transportadas, representando 15% acima do volume registado em Fevereiro de 2017", denota ainda a Transportes Aéreos Portugueses.




pub