Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

TAP regista prejuízos de 65 milhões de euros no semestre; mantém metas para 2002 (act)

A TAP registou prejuízos de 65 milhões de euros no primeiro semestre deste ano, mais que os 37,6 milhões de euros orçamentados pela empresa. A empresa mantém o objectivo de terminar este ano com um resultado líquido negativo de 5 milhões de euros.

Bárbara Leite 28 de Agosto de 2002 às 15:37
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A TAP registou prejuízos de 65 milhões de euros no primeiro semestre deste ano, mais que os 37,6 milhões de euros orçamentados pela empresa, mas menos que os 77 milhões de euros verificados no mesmo período do ano passado.

A TAP registou receitas operacionais de 555,7 milhões de euros, no primeiro semestre. Os resultados operacionais foram negativos em 32,8 milhões de euros, valor que compara com os 29,8 milhões de euros no período homólogo.

A empresa justifica a descida dos prejuízos do primeiro semestre com uma redução dos custos operacionais em cerca de 10 milhões de euros e com um crescimento das receitas das passagens em 20 milhões de euros.

A TAP mantém a previsão de ficar perto do «break even» no final do ano, apesar do prejuízo registado no primeiro semestre ser distante do orçamentado, disse Fernando Pinto, administrador-delegado da TAP, em conferência de imprensa.

A TAP estima fechar o exercício de 2002 com prejuízos de 5 milhões de euros, valor que compara com os 43 milhões de euros registados em 2001.

«Estando mantendo as metas» disse Fernando Pinto, sublinhando que «o desafio é maior para atingir essas metas.

A empresa justificou o distanciamento dos resultados face ao orçamentado, pela quebra das receitas de manutenção e do «handling».

Na área de «handling» para terceiros a TAP registou receitas de menores em 4 milhões de euros face ao primeiro semestre de 2001, e na manutenção para terceiros, a quebra da receitas atingiu os 20 milhões de euros.

Para o segundo semestre Fernando Pinto acredita que haverá uma recuperação das receitas destas duas áreas, sendo que em Agosto «na área do handling já tivemos o mesmo nível do registado o ano passado».

Os resultados em Agosto «estão acima das estimativas», acrescentou Fernando Pinto.

A TAP anunciou que entre Julho de 2002 e Julho de 2001, diminuiu o endividamento da empresa em 140 milhões de euros, com a dívida a totalizar agora os 845 milhões de euros.

Em termos de tesouraria a TAP garante que «estamos dentro do orçamentado», segundo Michael Conolly, administrador financeiro da TAP.

Outras Notícias