Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Teixeira dos Santos não considera estranho levantamento de depósitos do BPN pela Segurança Social

O levantamento de dinheiro que tinha depositado no BPN por parte da Segurança Social não foi considerado estranho por parte de Teixeira dos Santos, que recusa qualquer ligação entre esse levantamento e os problemas de liquidez que em Outubro levou à nacionalização do BPN.

Alexandra Machado amachado@negocios.pt 18 de Junho de 2009 às 21:15
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
O levantamento de dinheiro que tinha depositado no BPN por parte da Segurança Social não foi considerado estranho por parte de Teixeira dos Santos, que recusa qualquer ligação entre esse levantamento e os problemas de liquidez que em Outubro levou à nacionalização do BPN.

Para o ministro das Finanças, que garantiu não conhecer os montantes dos levantamentos da segurança social, contabilizadas por Nuno Melo em 300 milhões entre Junho e Agosto do ano passado, esses levantamentos podem estar relacionados com a necessidade da segurança social pagar aos beneficiários, no que é a sua necessidade de tesouraria.

"A segurança social para honrar compromissos tem de ir buscar dinheiro aos bancos para pagar aos beneficiários", por isso Teixeira dos Santos diz que "não vejo nada de estranho".

Acrescentou, aliás, que "qualquer cliente tem direito a levantar o seu dinheiro", no que foi interrompido por Nuno Melo para lembrar que os clientes do BPP não tiveram esse direito. Teixeira dos Santos acabou por comentar que a situação é diferente, já que o BPN tinha dinheiro nessa altura e o BPP "não tem dinheiro".

Teixeira dos Santos disse, ainda, refutar o que disse ser uma insinuação de Nuno Melo de que o levantamento do dinheiro por parte da segurança social estava na origem dos problemas de liquidez do BPN.

Nuno Melo perguntou ao ministro das Finanças se "o Estado não teria sido protagonista do que queria evitar com a nacionalização que foi a corrida aos depósitos", pelo facto de a Segurança Social ter levantado dinheiro do BPN antes da nacionalização. Refutando esta ideia, o ministro das Finanças garantiu que quando decidiu a nacionalização "não me referiram que levantamentos de uma entidade pública estaria na origem dos problemas da liquidez do banco".

Ver comentários
Outras Notícias