Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Telefónica mantém proposta de 7,15 mil milhões até 16 de Julho (act.)

A Telefónica confirmou que mantém a oferta em cima da mesa até dia 16 de Julho. A operadora espanhola resolveu manter a oferta de compra da posição da PT na Vivo de 7,15 mil milhões de euros, por considerar que a decisão de veto se baseia numa ilegalidade.

Alexandra Machado amachado@negocios.pt 30 de Junho de 2010 às 20:31
  • Partilhar artigo
  • 17
  • ...
A Telefónica confirmou que mantém a oferta em cima da mesa até dia 16 de Julho. A operadora espanhola resolveu manter a oferta de compra da posição da PT na Vivo de 7,15 mil milhões de euros, por considerar que a decisão de veto se baseia numa ilegalidade.

Tal como noticiou o Negócios, a Telefónica acredita que o veto do Estado “é ilegal” e salienta em comunicado emitido para o regulador de mercados espanhol que o conselho de administração da PT “manifestou, na própria assembleia geral, a imprudência da utilização da ‘golden share’ por parte do Governo português”.

Considerando este contexto, a Telefónica “amplia o prazo para a aprovação da proposta”, que ontem apresentou, “até ao dia 16 de Julho”, fixando as 23h59 (hora de Lisboa) como limite.

Na proposta revista apresentada ontem, a espanhola elevou de 6,5 mil milhões de euros para 7,15 mil milhões de euros a oferta de compra da participação da PT na Vivo, a data limite para esta proposta era de 2 de Julho.

O novo prazo termina oito dias depois de o Tribunal de Justiça Europeu se pronunciar sobre a "golden share" do Estado na operadora portuguesa.
Ver comentários
Outras Notícias