Telecomunicações Telefónica planeia cortar 5.000 empregos através de reformas voluntárias

Telefónica planeia cortar 5.000 empregos através de reformas voluntárias

A operadora de telecomunicações espanhola pretende reduzir os custos e aumentar o preço das suas ações e para isso almeja uma grande redução do número de trabalhadores através de um plano de reformas voluntárias.
Telefónica planeia cortar 5.000 empregos através de reformas voluntárias
Rolf Vennenbernd
Gonçalo Almeida 10 de setembro de 2019 às 10:05

A Telefónica e os sindicatos tiveram já negociações preliminares e acordaram um incentivo de reforma geral para pessoas com mais de 53 anos de idade, disseram duas fontes próximas do assunto, à Bloomberg. A empresa irá apresentar uma proposta formal à união sindical na próxima quarta-feira.

O plano para cortar o número de funcionários foi uma das opções discutidas nas últimas semanas pela administração da operadora que pretende cortar custos e aumentar o preço das suas ações.

Na última década esta proposta de apelo à reforma tem sido uma opção regular da Telefónica para reduzir  os custos. A última vez que isto aconteceu foi em 2016. 

A proposta atual inclui também novas formações para os trabalhadores que se mantenham na empresa, numa tentativa de desenvolver talento relacionado com as novas tecnologias como no tratamento de dados.

Em 2019 a Telefónica acumula uma queda superior a 9%. No entanto, setembro está a ser um mês positivo para a empresa – altura em que as notícias de um plano surgiram – com a operadora telefónica a subir cerca de 5%.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI