Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Têxteis montam feira no aeroporto para tentar descolar nas exportações

Confirmada a queda nas vendas ao exterior em 2019, a indústria portuguesa do têxtil e vestuário junta-se no aeroporto do Porto para dar "um forte sinal da vitalidade e dinamismo" a cerca de 400 compradores internacionais.

Paulo Duarte
António Larguesa alarguesa@negocios.pt 17 de Fevereiro de 2020 às 11:55
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Apresentado como "o maior e mais influente" salão da fileira têxtil a nível ibérico, o Modtíssimo está de volta ao aeroporto Francisco Sá Carneiro, onde se estreou em 2016, para apresentar às marcas e aos compradores internacionais os novos materiais, desenhos e tendências desenvolvidos pela indústria portuguesa.

 

A 19 e 20 de fevereiro, esta que é a única feira no mundo realizada num aeroporto em funcionamento será também "um momento de reflexão entre pares", arrancando poucos dias após a confirmação de que o setor do têxtil e vestuário interrompeu em 2019 um ciclo de quase dez anos de crescimento nas exportações, penalizado pelas quebras em Espanha e na Alemanha.

 

Além de dar "um forte sinal da vitalidade e dinamismo" e "fortalecer o posicionamento de Portugal como um produtor de excelência de matérias-primas, vestuário e moda", a associação Seletiva Moda, liderada por Manuel Serrão, vai também colocar foco na componente ambiental, sublinhando os "princípios de produção responsável e sustentável" nas fábricas portuguesas.

 

A organização garante que os stands estão esgotados há várias semanas e, além de centenas de operadores nacionais, aguarda a presença de mais de 400 compradores internacionais, que já fizeram o pré-registo para este evento bianual que na 55ª edição tem a palavra "Feel" como mote. 

 


O Modtíssimo arrancou em 1992 como uma exposição de tecidos estrangeiros. De um hotel de Espinho passou logo na terceira edição para a Exponor, em Matosinhos, alargando o âmbito a expositores de tecidos portugueses e, mais tarde, a confecionadores e aos têxteis técnicos.

 

Desde a 27.ª edição que esta iniciativa tem a Alfândega do Porto como "casa mãe", embora nos últimos anos tenha realizado várias edições especiais noutros locais, como o hotel Sheraton, na cidade Invicta, e o aeroporto que serve a região Norte.

Ver comentários
Saber mais indústria têxtil vestuário moda feira modtíssimo aeroporto manuel serrão exportações
Mais lidas
Outras Notícias