Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Toyota prevê prejuízos operacionais pela primeira vez em 71 anos

A Toyota Motor, a segunda maior fabricante automóvel mundial, adiantou que prevê registar perdas pela primeira vez em 71 anos, devido à quebra das vendas de automóveis nos mercados norte-americano e europeu e à valorização do iene.

Negócios negocios@negocios.pt 22 de Dezembro de 2008 às 08:08
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A Toyota Motor, a segunda maior fabricante automóvel mundial, adiantou que prevê registar perdas pela primeira vez em 71 anos, devido à quebra das vendas de automóveis nos mercados norte-americano e europeu e à valorização do iene.

De acordo com a Bloomberg, a companhia informou em comunicado que espera terminar o ano fiscal, em Março, com um prejuízo dos resultados operacionais de 150 mil milhões de ienes (1,22 mil milhões de euros), o que compara com a previsão anterior de lucros de 600 mil milhões de ienes.

A fabricante automóvel cortou ainda as suas previsões de lucros para o período em 91% para os 50 mil milhões de ienes.

Esta é já a segunda vez que a empresa japonesa revê em baixa as suas previsões de resultados devido à crise económica, que tem afectado fortemente o sector automóvel. Em resposta à quebra das vendas, o presidente da Toyota, Katsuaki Watanabe, tem recorrido à redução de postos de trabalho temporários e ao corte de produção.

Ainda este mês, a Honda Motor, a concorrente da Toyota, desceu as suas previsões de lucros, depois do iene ter valorizado 25% face ao dólar, o que penaliza as receitas da empresa.

Um pouco por todo o mundo, as fabricantes automóveis têm sido obrigadas a cortar postos de trabalho, bem como a sua produção, para diminuir custos, com a crise a penalizar fortemente o sector.

Ver comentários
Outras Notícias