Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Trabalhadores da Autoeuropa têm de estar preparados para decisões da administração

A Comissão de Trabalhadores da Autoeuropa avisou que os trabalhadores têm de estar preparados para as decisões que a administração da empresa vai tomar. Após a rejeição do acordo pré-laboral, António Chora diz que a sua preocupação são os contratados.

Negócios negocios@negocios.pt 18 de Junho de 2009 às 10:25
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...


A Comissão de Trabalhadores da Autoeuropa avisou que os trabalhadores têm de estar preparados para as decisões que a administração da empresa vai tomar. Após a rejeição do acordo pré-laboral, António Chora diz que a sua preocupação são os contratados.

O porta-voz da Comissão de Trabalhadores da Autoeuropa explicou que os funcionários da empresa têm de estar preparados para as decisões que vão ser tomadas pela administração, isto depois da rejeição do pré-acordo laboral na empresa.

Ouvido pela TSF, António Chora assegurou que vai lutar para que ninguém fique desempregados e sublinhou que a sua preocupação são os contratados isto depois da decisão feita pelos trabalhadores que poderá ter consequências.

“Temos 80 mil carros para produzir, o que poderá ser feito de várias maneiras. Neste momento, a prioridade é defender os postos de trabalho dos contratados e não preocupar-nos com questões secundárias, como a questão do lay-off ou dos turnos”, explicou.

A Comissão de Trabalhadores e a administração da empresa encontram-se ainda esta quinta-feira, horas depois da rejeição deste acordo que prevê a redução do trabalho extraordinário em seis sábados por ano, o que põe em causa a permanência de 250 contratados a prazo da Autoeuropa.

Ver comentários
Outras Notícias