Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Tráfego postal cai 3,5% em termos homólogos

O tráfego postal total, que inclui os serviços reservados e liberalizados, aumentou 3% em comparação com o trimestre anterior, mas caiu 3,5% face ao mesmo período de 2004, anunciou a Anacom em comunicado.

Negócios negocios@negocios.pt 21 de Setembro de 2005 às 15:39
  • Partilhar artigo
  • ...

O tráfego postal total, que inclui os serviços reservados e liberalizados, aumentou 3% em comparação com o trimestre anterior, mas caiu 3,5% face ao mesmo período de 2004, anunciou a Anacom em comunicado.

Os dados revelados pela Autoridade Nacional de Comunicações indicam que o «tráfego dos serviços postais explorados em concorrência ultrapassou, no segundo trimestre do ano, os 66 milhões de objectos, cerca de 20% do total do tráfego postal, registando um aumento de 4% face ao trimestre anterior e uma quebra de 3,5% em termos homólogos».

Dos 66 milhões de objectos postais liberalizados, cinco milhões são de correio expresso e os restantes 61 milhões integram-se na categoria dos serviços de correio não enquadrados na categoria de correio expresso.

«O tráfego postal total (serviços reservados e liberalizados) cresceu 3% face ao trimestre anterior, mas caiu 3,5% em termos homólogos».

O tráfego postal nacional representa 86% do total do tráfego postal explorado em concorrência. Entre Abril e Junho, «ultrapassou os 57 milhões de objectos, tendo o tráfego internacional de saída totalizado cerca de cinco milhões e o tráfego internacional de entrada ultrapassado os quatro milhões de objectos».

O Grupo CTT era responsável por 93,9% do tráfego total, no final do segundo trimestre, contra 93,6% no trimestre anterior. No tráfego internacional de saída o grupo CTT registou uma descida no final de Junho de 93,4% no primeiro trimestre para os 92,2% no segundo. No tráfego internacional de entrada os CTT tinham 82,7%, face 82,2% do trimestre anterior.


O grupo CTT aumentou a quota no tráfego de correio expresso dos 38,9%, registados no primeiro trimestre, para 41,1%. Os outros operadores recuaram para os 58,9%, face aos 61,1% do primeiro trimestre. Nos serviços não enquadrados na categoria de correio expresso, o grupo CTT tinha 97,6% do mercado, contra 97,5% no trimestre anterior.

«Os serviços postais explorados em concorrência abrangem os envios de correspondência cujo preço seja superior a três vezes a tarifa de referência (correio azul até às 20 gramas), desde que o seu peso seja superior a 100 gramas», acrescenta a Anacom no comunicado.

Ver comentários
Outras Notícias