Telecomunicações Tribunal Superior tira razão à Pharol no aumento de capital da Oi

Tribunal Superior tira razão à Pharol no aumento de capital da Oi

Um tribunal superior deu poderes ao juiz que está com o processo de recuperação da Oi em mãos para decidir sobre o aumento de capital da operadora brasileira. A Pharol perde mais uma batalha.
Tribunal Superior tira razão à Pharol no aumento de capital da Oi
Reuters
A Pharol perdeu mais uma batalha na guerra contra a Oi. Um tribunal superior no Brasil decidiu que o aumento de capital da Oi não pode ser travado por uma instância arbitral, dando poderes ao juiz que tem o processo de recuperação da Oi em mãos para decidir as matérias relacionadas com o processo.

De acordo com um comunicado da Oi, "a Segunda Secção do Superior Tribunal de Justiça deferiu pedido liminar (...), suspendendo os efeitos da decisão proferida pelo juízo arbitral". A Câmara de Arbitragem do Mercado (CAM) tinha dado razão à Pharol, e tinha travado o aumento de capital.

Agora o tribunal superior no Brasil suspendeu esta decisão.

E, além disso, determina que é o juiz de recuperação judicial que é designado para "resolver, em carácter provisório, eventuais medidas urgentes, até ulterior deliberação daquele relator". O processo fica assim nas mãos de Fernando Viana, juiz da 7ª Vara Empresarial do Rio de Janeiro.


O aumento de capital visa converter créditos em capital, que vai levar à diluição da posição dos actuais accionistas, nomeadamente da Pharol que tem estado contra o processo de recuperação porque considera estar a ser feito à margem de que é detentor de capital da Oi. Por considerar que há irregularidades neste plano, a Pharol, através da subsidiária brasileira Bratel, já interpôs recursos em tribunal

Com este aumento de capital os credores vão ficar com até 75% da companhia, abrindo portas a uma mudança de controlo

 

O aumento de capital de conversão de créditos terá de acontecer "tão logo quanto possível até 31 de Julho de 2018", de acordo com o plano aprovado em Dezembro. 



A sua opinião21
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
h leitao 14.03.2018

a Pharol é uma conta bancaria com 1 carteira de titulos; quantos administradores terá?, de onde vem o dinheiro para os pagar? e cartteira titulos vale 0; Zenal bava e cª merecem prisão perpetua

A parvoice continua 14.03.2018

A Pharol ainda existe? Olha, parece que sim. Ninguem entende é porquê ou para quê.

A sério: o que faz a Pharol?

Enfim, será coisa de dias ou semanas.

anonimo 14.03.2018

Esta acção vai ter um short squeeze épico a muito curto prazo!

Anónimo 14.03.2018

Já falta muito pouco para vermos o fim desta novela. Quem diz que a Pharol não vale nada está a mentir descaradamente. Amanhã já vamos ter noticias acerca da diluição dos atuais acionistas e a partir dai eu vou-me rir à grande! Aguardemos...

ver mais comentários
Saber mais e Alertas
pub