Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Tribunal volta a dar razão à Amorim no diferendo com a REN nos dividendos da Galp

Empresa liderada por Rui Cartaxo só provisionou 12 milhões de euros para fazer face a esta decisão, mas o valor dos dividendos soma 20 milhões de euros.

Negócios negocios@negocios.pt 18 de Novembro de 2011 às 13:05
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...
A Redes Energéticas Nacionais anunciou hoje que o Tribunal Arbitral de Paris decidiu indeferir o pedido da empresa liderada por Rui Cartaxo, que visava anular o acórdão que determinou que os dividendos da Galp Energia deveriam ter sido entregues à Amorim Energia e não à REN.

Para acautelar esta decisão, a REN constituiu uma provisão de 12,2 milhões de euros nas contas de 2010, mas terá agora que reforçar este valor, pois o montante dos dividendos em causa totaliza 20,33 milhões de euros.

Esta disputa entre a REN e a Amorim Energia remonta a 2005, quando a empresa que gere a infra-estrutura de energia em Portugal alienou a posição na Galp à Amorim Energia, ficando com os dividendos de 40,6 milhões de euros distribuídos pela empresa nesse ano.

O primeiro acórdão sobre esta matéria veio dar razão à REN, mas depois o tribunal arbitral decidiu que o valor seria dividido a metade, ficando a REN com 20,3 milhões de euros e a empresa de Américo Amorim com outro tanto.

A empresa de Rui Cartaxo recorreu no Tribunal Arbitral de Paris, sendo que a decisão hoje conhecida dá razão à Amorim Energia. Em comunicado, a REN diz que “irá analisar esta decisão e respectiva fundamentação”.

Ver comentários
Saber mais Tribunal Amorim REN dividendos da Galp
Outras Notícias