Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Turismo: Dormidas em Portugal aumentaram 0,5% em 2015, abaixo da média europeia

Aumentou o número de dormidas em estabelecimentos turísticos portugueses, sobretudo graças aos estrangeiros, uma vez que diminuíram o número de noites passadas por residentes em Portugal na hotelaria, seja por lazer ou em trabalho.

Bruno Simão
Inês F. Alves inesalves@negocios.pt 26 de Janeiro de 2016 às 11:36
  • Partilhar artigo
  • ...

O número de dormidas aumentou 0,5% em Portugal entre 2014 e 2015, impulsionado pelo aumento das dormidas de não residentes, revelam os dados do Eurostat divulgados esta terça-feira, 26 de Janeiro. Este valor fica aquém da média europeia, com uma evolução superior a 3%, tendo sido registados no total 2.766 milhões de dormidas na União Europeia em acomodações turísticas.

Portugal registou em 2015 um total de 55,6 milhões de dormidas em hotelaria, das quais 36,5 milhões por não residentes e as restantes 19,1 milhões por residentes no país. Assim sendo, 66% das dormidas foram efectuadas por estrangeiros.

No comparativo com o ano passado, isto representa uma evolução de 0,5% no total de dormidas, tendo-se registado um avanço de 1,7% nas dormidas de não residentes e um recuo de 1,8% nas dos residentes.

Ou seja, aumenta o número de turistas estrangeiros que escolhem ficar acomodados nos estabelecimentos turísticos portugueses, enquanto há menos residentes nacionais a optar por passar a noite neste tipo de lugares, seja por lazer ou em trabalho.

Estes valores ficam aquém da média europeia, tendo-se registado uma evolução de 3,2% no total de dormidas entre 2014 e 2015, com uma subida de 3,5% entre os não-residentes e 3% entre os residentes. Em termos absolutos, registaram-se na União Europeia 2.766 milhões de dormidas, 1.259 milhões dos quais de não-residentes, que representam 46% do total.

Estes números têm por base uma estimativa do Eurostat com base nos dados dos 10 meses do ano já disponíveis, excepto no caso da Bélgica, da França, da Dinamarca, da Hungria, Polónia, Roménia, Finlândia e da Suécia, para os quais a estimativa tem por base 11 meses de dados já disponíveis.

A líder em termos absolutos deste ranking é Espanha, com um total de 421,2 milhões de dormidas - representando um aumento de 4,3% face a 2014 -, das quais 267,7 milhões foram realizadas por não residentes, o que corresponde 64% do total de dormidas no país em 2015.

Todavia, o país que registou a maior evolução do número de dormidas entre 2014 e 2015 foi a Roménia, com um aumento de 15,9%. No total, registaram-se no país 23,4 milhões de dormidas, a grande maioria (19 milhões) por residentes no país.

Ver comentários
Saber mais Portugal Eurostat União Europeia turismo hotelaria e alojamentos
Outras Notícias