Empresas Uber corta mais 435 postos de trabalho

Uber corta mais 435 postos de trabalho

A Uber vai suprimir 435 postos de trabalho nos departamentos de engenharia e produtos, no âmbito da reestruturação levada a cabo pela empresa norte-americana após a sua entrada na bolsa de Nova Iorque.
Uber corta mais 435 postos de trabalho
Amr Abdallah Dalsh/Reuters
Negócios com Lusa 11 de setembro de 2019 às 00:27

De acordo com a agência France-Presse (AFP), a plataforma vai cortar 170 funcionários da equipa de engenheiros e 265 trabalhadores da equipa de produtos. No total, as 435 supressões correspondem a 8% dos efetivos destes departamentos.

 

Já em julho a Uber tinha anunciado a saída de 400 pessoas do departamento de marketing, como parte do seu processo de reestruturação.

 

A nível mundial, a empresa conta com mais de 27.000 trabalhadores.

 

A empresa de veículos de aluguer com condutor registou, no primeiro semestre, um prejuízo de 6,2 mil milhões de dólares (cerca de 5,6 mil milhões de euros).

 

Uma fatia elevada das perdas decorreu do processo de entrada em bolsa, com o qual avançou no passado mês de maio, uma vez que a Uber teve que contabilizar as compensações relacionadas com a oferta pública inicial.

 

No período em causa, a faturação da Uber situou-se em 6,3 mil milhões de dólares (sensivelmente 5,7 mil milhões de euros), acima dos 5,4 mil milhões de dólares (cerca de 4,9 mil milhões de euros) registados no período homólogo.

 

Aquando da apresentação dos resultados, o CEO da Uber disse que os investidores podem esperar uma diminuição dos prejuízos no próximo ano. "Penso que 2019 será o ano do pico no nosso investimento. Em 2020 e 2021 vão ver os prejuízos baixar", afirmou Dara Khorowshasi.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI