Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

UBS vai cortar 2.600 empregos após prejuízos de 7 mil milhões

O UBS, o banco europeu que mais perdas registou com a crise do "subprime", vai reduzir cerca de 12% da força de trabalho na unidade de corretagem, depois de ter registado um prejuízo de 11,5 mil milhões de francos suíços (7,05 mil milhões de euros) no pri

Negócios negocios@negocios.pt 06 de Maio de 2008 às 09:12
  • Partilhar artigo
  • ...

O UBS, o banco europeu que mais perdas registou com a crise do "subprime", vai reduzir cerca de 12% da força de trabalho na unidade de corretagem, depois de ter registado um prejuízo de 11,5 mil milhões de francos suíços (7,05 mil milhões de euros) no primeiro trimestre.

O banco suíço vai eliminar um máximo de 2,6 mil postos de trabalho nessa unidade no final do ano, anunciou em comunicado, citado pela Bloomberg.

O prejuízo trimestral, que se segue a amortizações de 19 mil milhões de dólares, está em linha com as estimativas do banco efectuadas no dia 1 de Abril e compara com lucros de 3,03 mil milhões de francos suíços de igual período do ano anterior.

O presidente executivo do UBS, Marcel Rohner e o recentemente eleito presidente do Conselho de Adminsitralção, Peter Kurer disseram aos accionistas que esperam "condições duras de trabalho", que já deverão ter causado um total de 38 mil milhões de dólares em amortizações, para continuar.

Segundo um analista consultado pela Bloomberg, "nos próximos trimestres e, provavelmente, nos próximos anos, o sector de corretagem vai ter que viver com baixas transacções e comissões".

Outras Notícias