Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bruxelas aprova condicionalmente aquisição da E-Plus pela Telefónica

A oferta de 8,6 mil milhões de euros da Telefónica pela E-Plus foi aprovada pela Comissão Europeia depois de a operadora espanhola se ter comprometido a ceder 30% da sua capacidade de rede a outras operadoras.

David Santiago dsantiago@negocios.pt 02 de Julho de 2014 às 19:58
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

A Comissão Europeia aprovou esta quarta-feira, de forma condicional, a oferta de aquisição no valor de 8,6 mil milhões de euros feita pela espanhola Telefónica à alemã E-Plus, que é uma filial da operadora holandesa KPN. Para que o negócio se concretize, no estrito cumprimento das leis da concorrência comunitárias, a operadora espanhola terá de ceder 30% da sua capacidade de rede às suas empresas rivais.

 

A concretização desta aquisição entre as terceira e quarta maiores empresas de telecomunicações a operar na Alemanha, permitirá aproximar a nova companhia, em termos de dimensão de clientes, à Vodafone e à Deutsche Telecom. Segundo o Financial Times, permitirá mesmo torná-la na maior operadora de telecomunicações, em número de clientes, da Alemanha.

 

As instâncias europeias desconfiavam que este negócio criaria problemas de concorrência no mercado alemão que, ao debilitar a posição dos operadores virtuais, poderia resultar num aumento de preços.

 

Mas a Comissão terá encontrado a solução exigindo a alienação de 30% da capacidade de rede da Telefónica na Alemanha a um ou vários operadores virtuais, explica o El País, recebendo em troca um valor fixo pela referida disponibilização.

 

O responsável da Comissão pelos assuntos da concorrência, Joaquin Almunia, acredita que "os compromissos assumidos pela Telefónica garantem que a compra da E-Plus não afectará a concorrência no mercado alemão de telecominicações". Almunia assegura ainda que "os consumidores alemães continuarão a beneficiar das vantagens de um mercado competitivo".

 

 

Ver comentários
Saber mais Comissão Europeia Vodafone Deutsche Telecom Telefónica E-Plus KPN Joaquin Almunia
Mais lidas
Outras Notícias