Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Unicer factura 449,2 milhões de euros em 2004

  A Unicer, empresas que produz marcas como as cervejas Superbock e as águas Vidago, fechou o ano de 2004 com uma facturação de 449,2 milhões de euros, que se traduz em vendas de 703,3 milhões de litros de bebidas.

Elisabete de Sá esa@negocios.pt 02 de Março de 2005 às 17:22

A Unicer, empresas que produz marcas como as cervejas Superbock e as águas Vidago, fechou o ano de 2004 com uma facturação de 449,2 milhões de euros, que se traduz em vendas de 703,3 milhões de litros de bebidas.

Números divulgados hoje por Ferreira de Oliveira, presidente do conselho de administração da empresa, no lançamento de um novo produto da insígnia Super Bock.

Ainda sem resultados líquidos disponíveis, Ferreira de Oliveira apenas garante para já que os mesmos registaram um crescimento no último ano, ao mesmo tempo que a empresa «reduziu a sua dívida».

Segundo Ferreira de Oliveira, a Unicer registou uma média de crescimento de 10,8% em valor e de 10,1% em volume de vendas nos últimos três anos. Resultados que, «no triénio mais difícil da história da Economia nacional», foram impulsionados pelo lançamento de 34 novos produtos.

A estes, junta-se agora a Super Bock Twin, a nova aposta da Unicer no segmento das cervejas sem alcóol, onde a empresa já está presente com a marca Cheers. Reclamando uma quota total de 57,1% no mercado nacional cervejeiro, Ferreira de Oliveira quer agora «agitar» o segmento das cercejas sem alcóol que, de acordo com a Unicer, representa 3% deste mercado, equivalentes a 18 milhões de litros anuais, dos quais 12 milhões «pertencem à Cheers».

Com um investimento de desenvolvimento de produto estimado entre 3 a 5 milhões de euros, a nova cerveja, que será exportada para Espanha, terá que vender, «no mínimo, 5 milhões de litros no primeiro ano para que o investimento justifique», afirmou o responsável.

Ver comentários
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio