Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Vaz Guedes critica Autoridade da Concorrência

Diogo Vaz Guedes criticou ontem o papel que tem sido desempenhado pela Autoridade da Concorrência (AdC).

Ana Luísa Marques anamarques@negocios.pt 20 de Junho de 2006 às 06:40
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Diogo Vaz Guedes criticou ontem o papel que tem sido desempenhado pela Autoridade da Concorrência (AdC).

"Não há uma única operação de grande dimensão que não tenha que ter o aval da AdC e que não esteja condicionada por este elemento", disse o empresário português durante a 3ª conferência anual para advogados no painel dedicado aos grandes negócios de 2006/07.

Para o vice-presidente da Sacyr Vallehermoso, esta atitude do organismo liderado por Abel Mateus não só "não se justifica" como acaba por criar muitas vezes uma" dinâmica negativa"na economia portuguesa.

O empresário reconheceu o "papel determinante"da AdC. Mas acrescenta que este papel deve ser "redefinido"."É preciso redefinir o papel da AdC para alcançar o crescimento que desejamos para Portugal", defendeu.

Diogo Vaz Guedes referiu ainda que a concorrência portuguesa deixou de ser apenas "nacional"."É internacional", recordou. Desta forma, "não faz sentido analisarmos estas questões numa perspectiva de mercado interno", defendeu Vaz Guedes.

O empresário criticou ainda o papel que o Estado português tem tido nesta área. "O Estado tem sido destruidor de valor nas empresas portuguesas", lamentou o empresário.

Para Vaz Guedes, o Governo português tem interferido "demasiado na definição das estratégias e dos conselhos de administração das empresas públicas".

Mais. "O Estado tem feito uma enorme confusão em relação ao papel da ‘golden share’", defendeu Vaz Guedes.

Outras Notícias