Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Venda da Vivo explica lucros recorde da PT em 2010

Analistas apontam para resultado líquido acima dos 5.500 milhões de euros no total do exercício do último ano.

Paulo Moutinho 22 de Fevereiro de 2011 às 00:01
A Portugal Telecom teve em 2010 os maiores resultados de sempre. Conseguiu lucros de mais de 5.500 milhões de euros, de acordo com as estimativas dos bancos de investimento obtidas pelo Negócios. Um valor recorde, que é explicado pelo forte encaixe obtido com a venda da brasileira Vivo.

As previsões de um total de nove bancos apontam para um valor de 5.676 milhões de euros de resultados líquidos, em 2010, com o Citigroup a ser o mais optimista para as contas que a operadora liderada por Zeinal Bava vai revelar na quinta-feira, um dia antes da Telefónica.

O ano de 2010 fica marcado pelo negócio da venda da posição na Vivo à empresa presidida por César Alierta. Uma operação que rendeu à PT um encaixe de 7,5 mil milhões de euros que será visível nas contas anuais da operadora. No ano anterior, a empresa tinha registado lucros de 684 milhões.

Os resultados operacionais (EBITDA) da PT devem ascender a 1.469 milhões de euros, de acordo com a média das estimativas. Já as receitas deverão ter crescido 0,3%, para 3.727 milhões de euros, isto sem incluir a Vivo.

2011: ano difícil para a PT

Se em 2010 a PT deverá conseguir atingir lucros recorde, este ano afigura-se difícil para a operadora portuguesa, especialmente dada a conjuntura macroeconómica negativa nacional que terá impacto nas contas da companhia liderada por Zeinal Bava.

"2011 será um ano de transição" para a Portugal Telecom, refere o analista Guy Peddy, do Macquarie. "Em 2010, a PT transformou a Vivo em dinheiro, mas em 2011 a empresa vai sofrer com os desafios macroeconómicos", acrescenta o especialista.

"Agora que a venda da Vivo está concluída, e dado que a consolidação da Oi ainda está pendente, a PT fica com um pouco excitante mercado doméstico que enfrenta difíceis trimestres, dada a conjuntura económica" em Portugal, diz o BBVA. O Santander estima que as receitas do negócio da rede móvel em Portugal "continuem a cair em 2011". Já "o EBTIDA da rede fixa só deverá apresentar um crescimento positivo no final do ano", refere o "research" do banco espanhol.

Ver comentários
Saber mais Portugal Telecom Vivo resultados
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio