Comércio Vendas a retalho em Portugal cresceram mais do dobro da média europeia

Vendas a retalho em Portugal cresceram mais do dobro da média europeia

Com uma subida mensal de 3,9% em Novembro, Portugal liderou o crescimento das vendas a retalho na União Europeia.
Vendas a retalho em Portugal cresceram mais do dobro da média europeia
Paulo Duarte
Rita Faria 08 de janeiro de 2018 às 10:40

As vendas a retalho em Portugal cresceram 3,9% em Novembro, face ao mês anterior, um desempenho mais de duas vezes superior ao dos parceiros da União Europeia, revela o Eurostat esta segunda-feira, 8 de Janeiro.

Esta evolução, que se segue a uma descida de 2,4% em Outubro, compara com uma subida de 1,5% tanto na União Europeia como na Zona Euro.  

Portugal liderou mesmo a subida deste indicador na Europa, seguido pela Eslovénia (2,8%), Alemanha (2,3%) e Croácia (2,1%), num mês em que só a Estónia registou uma descida (-0,2%).

De acordo com o Eurostat, a subida de 1,5% no volume do comércio a retalho na Zona Euro deve-se sobretudo ao aumento de 2,3% dos produtos não-alimentares e de 1,2% na alimentação, bebidas e tabaco.   

Também na comparação homóloga – em relação ao mesmo mês do ano anterior - Portugal destacou-se entre os parceiros europeus, com as vendas a retalho a subirem 5%, a melhor evolução desde Junho.

Esta subida compara com o aumento de 2,8% na Zona Euro e 2,7% na União Europeia.

"O crescimento de 2,8% no volume do comércio a retalho na Zona Euro em Novembro de 2017, em relação a Novembro de 2016, deve-se à subida de 4,1% nos produtos não-alimentares, de 1,6% na alimentação, bebidas e tabaco e de 0,2% nos combustíveis", justifica o Eurostat.

Entre os Estados-membros da União Europeia, as maiores subidas foram observadas na Roménia (10,9%), Polónia (7,6%) e Malta (7%) e a única descida na Estónia (-1,2%).