Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Vendas da Biedronka sustentam crescimento da JM na Polónia

As vendas da Biedronka, cadeia polaca de «discount» detida pela Jerónimo Martins, cresceram 26,2% em 2001, sustentando «totalmente» o crescimento da facturação no mercado polaco em 2001,adiantou a distribuidora nacional.

João Mata 22 de Março de 2002 às 10:36
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
As vendas da Biedronka, cadeia polaca de «discount» detida pela Jerónimo Martins, cresceram 26,2% no ano passado, sustentando «totalmente» o crescimento da facturação no mercado polaco em 2001, adiantou a distribuidora nacional.

No ano passado, as vendas do grupo liderado por Soares dos Santos (na foto) na Polónia ascenderam aos 1,2 mil milhões de euros, com este mercado a representar 29% do volume de negócios consolidado da JM [JMAR].

«Este crescimento foi totalmente sustentado pela cadeia de discount Biedronka, que registou uma variação acumulada das vendas (comparáveis) da ordem dos 26,2%», em moeda local, referiu a empresa.

As vendas totais da Biedronka aumentaram 31,7% em moeda local e 44,2% em euros, atingindo os 805,33 milhões de euros em 2001, um valor que já inclui o impacto da abertura de novas lojas.

«A performance do discount é tanto mais notável se atendermos a que a economia polaca terá registado a mais baixa taxa de crescimento dos últimos seis anos», acrescentou a distribuidora nacional.

No mercado polaco, o mercado da distribuição continuou a demonstrar um «enorme dinamismo» no ano passado, com o parque de lojas pertencentes a distribuidoras internacionais a «aumentar consideravelmente».

Devido a este facto, as vendas do formato «cash & carry», em que a JM detém a Eurocash na Polónia, recuaram 15,3% na moeda local e 7,3% quando transpostas para a divisa europeia, atingindo os 297,78 milhões de euros.

Esta diminuição esteve também relacionada com a «alteração da política comercial» da empresa, que eliminou as vendas a «traders» e reduziu a concessão de créditos a partir do segundo semestre do ano passado.

A cadeia de hipermercados Jumbo foi responsável por vendas de 100,08 milhões de euros, mais 13,2% que no período homólogo. Em moeda local, este incremento foi de 3,4%.

A JM já anunciou a intenção de vender a cadeia Jumbo na Polónia, na tentativa de reduzir a sua dívida. Segundo os analistas, esta alienação deverá gerar um encaixe entre os 40 e os 50 milhões de euros.

A empresa pretende também desfazer-se da Eurocash, mas neste caso, ao contrário do que acontece com a Jumbo, não terão surgido interessados até ao momento, segundo já sugeriu a Jerónimo Martins.

As acções da JM seguiam a perder 0,48% para os 8,25 euros.

Ver comentários
Outras Notícias