Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Vendas da Galp Energia crescem 3% a 5% com renovação de imagem

A Galp Energia prevê aumentar, em 2002, o volume de vendas, entre 3% a 5%, com a renovação da imagem nos postos de combustíveis, disse Nuno Moreira da Cruz, administrador executivo da Galp Energia ao Negocios.pt.

Bárbara Leite 13 de Maio de 2002 às 20:03
  • Partilhar artigo
  • ...
A Galp Energia prevê aumentar, em 2002, o volume de vendas, entre 3% a 5%, com a renovação da imagem nos postos de combustíveis, disse Nuno Moreira da Cruz, administrador executivo da Galp Energia ao Negocios.pt.

«Espero vender mais com a nova imagem. O nosso objectivo é aumentar as vendas entre 3% a 5%», adiantou Moreira da Cruz à margem da inauguração do primeiro posto de combustível renovado.

Em 2002, a Galp Energia estima renovar mais de 250 postos em Portugal e Espanha, estando a conclusão da rede concluída no final do primeiro trimestre de 2003.

A renovação dos postos de combustíveis está orçamentada em 35 milhões de euros.

Moreira da Cruz referiu que a renovação do primeiro posto da Galp Energia situado no Aeroporto, implicou gastos de cerca de 18 milhões de euros.

No primeiro ano de actividade, este posto deverá «facturar 30 milhões de euros», referiu.

Em Junho, a Galp Energia espera ter renovado os postos «na zona de Lisboa», estando previsto renovar postos no «Porto, Madrid e Barcelona», acrescentou.

Além da renovação dos postos, a Galp Energia vai também proceder à renovação da imagem de cerca de 300 lojas de gás dos revendedores.

O valor do investimento na renovação nesta área «é muitíssimo reduzido, à volta de um a dois milhões de euros», adiantou Moreira da Cruz.

Em 2002, a Galp estima «abrir entre Portugal e Espanha, uma meia dúzia de postos», disse o mesmo responsável.

O lançamento de novas lojas de conveniência associadas aos postos de combustíveis da marca M24, resultante de uma parceria com a Sonae Distribuição, vai continuar a ocorrer em 2002, estando previsto abrir mais 28 lojas para um total de 60, de acordo com este responsável.

Ver comentários
Outras Notícias