Automóvel Vendas de carros devem crescer 6% em 2016

Vendas de carros devem crescer 6% em 2016

O indicador deverá abrandar este ano, para o qual se prevêem 221 mil carros vendidos. O cenário traçada não conta ainda com o impacto das novas medidas previstas no Orçamento do Estado.
Vendas de carros devem crescer 6% em 2016
Wilson Ledo 03 de fevereiro de 2016 às 14:29

A Associação Automóvel de Portugal (ACAP) prevê uma subida de 6% nas vendas de veículos ligeiros em 2016, para os 221 mil automóveis. Um abrandamento face ao desempenho do ano anterior.

Em 2015, a venda de ligeiros de passageiros subiu 25%, os 178.500 veículos. No seu todo, o mercado automóvel (incluindo comerciais e pesados) cresceu 24%, para os 213.650 veículos. Neste balanço, o "rent-a-car" e o "leasing" representaram um peso de 38%.

A perspectiva de crescimento para 2016 não tem ainda em conta o impacto das medidas previstas no novo Orçamento do Estado que incidem directamente sobre o sector automóvel. São elas o aumento do Imposto Sobre Veículos (ISV) – ainda sem valor certo - e dos impostos sobre produtos petrolíferos.

As mudanças nos impostos sobre produtos petrolíferos já faziam parte do esboço inicial do Orçamento do Estado, representando mais quatro cêntimos por litro de gasóleo e cinco na gasolina.

Embora se assista a uma recuperação desde 2012, os indicadores continuam abaixo da média dos últimos 15 anos, alerta a ACAP. O parque automóvel nacional está estabilizado nos seis milhões de carros, com uma idade média de 12 anos.

O secretário-geral da ACAP, Helder Barata Pedro, recordou que a importação de veículos usados representou um peso de 25% quando comparado com o número de carros novos efectivamente vendidos.

A perspectiva para 2017 é de que as vendas de veículos ligeiros possam subir 4%, para os 230 mil veículos.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI