A carregar o vídeo ...
Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Via Verde confirma que dispositivo nas ex-SCUT pode interferir com portagens em Espanha

A Via Verde confirmou hoje à Lusa a notícia avançada pelo jornal galego Faro de Vigo, segundo a qual o dispositivo usado pelos espanhóis nas ex SCUT portuguesas pode bloquear as barreiras de portagem em Espanha.

Via Verde confirma que dispositivo nas ex-SCUT pode interferir com portagens em Espanha
Lusa 18 de Janeiro de 2011 às 17:31
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
Segundo o Faro de Vigo, a Via Verde utilizada pelos automobilistas galegos para poderem circular nas antigas SCUT portuguesas está a bloquear as barreiras de portagem em Espanha a quem tem simultaneamente o dispositivo espanhol Via T, noticia hoje o jornal Faro de Vigo.

Contactada pela Lusa, fonte da Via Verde referiu que "as interferências entre os dois identificadores [português e espanhol] eram antecipáveis", motivo que levou as operadoras dos dois países a iniciaram contactos para a interoperabilidade dos sistemas ibéricos.

De acordo com o diário galego, "a Via Verde portuguesa põe em risco a segurança dos condutores ao anular o sinal da Via T", dado que, ao contrário do que acontece em Portugal, nas auto-estradas espanholas existe barreira mesmo nas portagens electrónicas.

"Vários condutores particulares, mas também transportadores, denunciaram que o dispositivo português inibe o sinal espanhol, o que provoca que as barreiras não se levantem quando o veículo passa pela via de teleportagem", refere o Faro de Vigo.

O jornal cita vários condutores que tiveram de travar a fundo por a barreira não levantar, correndo o risco de sofrer colisões de veículos que seguiam atrás.

Os automobilistas contactados pelo Faro de Vigo questionaram funcionários das auto-estradas espanholas que lhes garantiram que os seus dispositivos Via T estavam a funcionar "na perfeição".

Os mesmos funcionários recomendaram que os condutores tirem o dispositivo Via Verde do vidro do carro quando passarem pelas teleportagens espanholas, para evitar interferências entre os dois aparelhos.

Técnicos consultados pelo Faro de Vigo "confirmam que ambos os dispositivos (Via T e Via Verde) utilizam a mesma largura de banda", pelo que o reconhecimento de um ou de outro se pode converter numa "lotaria".

"Se a portagem reconhece o sinal espanhol, não acontece nada, mas ao interferir o do português e não ser um dispositivo válido, o mecanismo dá erro e a barreira não levanta", explicam os técnicos.

Os condutores ouvidos pelo jornal galego estão preocupados também com o que lhes estará a acontecer nas auto-estradas portuguesas, temendo que venham a ser multados caso o sistema português leia o dispositivo espanhol.

Para evitar problemas, os condutores galegos estão a optar por deixar de andar com os dois dispositivos em simultâneo, colocando no vidro alternadamente o correspondente ao país onde estão.

O Faro de Vigo salienta que este problema acabará com a unificação dos dois sistemas "durante este ano", conforme compromisso assumido pelos governos de Galiza e Portugal.

A fonte da Via Verde afirmou que "já foram iniciados contactos com as operadoras espanholas no sentido de tentar antecipar na Península Ibérica a interoperabilidade que está prevista para 2013 na Europa".

Segundo a fonte, não há ainda uma data para a compatibilização entre os vários sistemas ibéricos, que está pendente de questões técnicas e contratuais.

"Os identificadores Via Verde estão conformes à norma europeia e às directivas do SIEV" (Sistema de Identificação Electrónica de Veículos), realçou a fonte.

Ver comentários
Saber mais SCUT Brisa Via Verde
Outras Notícias