Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Vice-presidente da Comissão Europeia contra uso da "golden share"

A vice-presidente da Comissão Europeia manifestou-se hoje contra a possibilidade de os governos intervirem em decisões empresariais, numa referência à recomendação de José Sócrates para que a PT não vendesse a Vivo à Telefónica.

Carla Pedro cpedro@negocios.pt 30 de Junho de 2010 às 13:39
  • Partilhar artigo
  • 9
  • ...
A vice-presidente da Comissão Europeia manifestou-se hoje contra a possibilidade de os governos intervirem em decisões empresariais, numa referência à recomendação de José Sócrates para que a PT não vendesse a Vivo à Telefónica.

Neelie Kroes, que é também comissária da Agenda Digital, deu a sua opinião antes de saber que o governo português usaria a “golden share”, avança a edição online do “Expansión”.

Aquela responsável fez estas declarações no último acto da presidência espanhola da UE, referindo-se ao âmbito das telecomunicações, dizendo que “não tem de haver barreiras para haver melhores serviços” e que “não há que tomar medidas nacionalistas ou proteccionistas [nas operações empresariais]” - que já passaram de moda e dificultam o mercado único digital.

Questionada sobre a participação dos governos em muitas das operadoras de telecomunicações europeias, Kroes respondeu que sempre trabalhou tendo em vista a privatização das actividades económicas, mas que no seu actual cargo não tem responsabilidade na matéria, salienta o “Expansión”.

Além disso, a vice-presidente da CE acrescentou que as empresas estatais têm que seguir as mesmas regras do jogo que as privadas. “Todas são iguais”, defendeu.

Neelie Kroes, quando questionada sobre a eventual intervenção do governo português na oferta da Telefónica sobre a posição da PT na Vivo, disse estar a favor de que as empresas sejam “transfronteiroças” e tomem as suas decisões atendendo a objectivos empresariais”, reporta a “Europa Press.

Ver comentários
Outras Notícias