Empresas Vistos “gold” duplicam em Fevereiro

Vistos “gold” duplicam em Fevereiro

Portugal captou 89,3 milhões de euros de investimento em Fevereiro através da atribuição de 144 vistos “gold”, mais do que duplicando o valor e o número de autorizações de residência registados no primeiro mês do ano.
Vistos “gold” duplicam em Fevereiro
Correio da Manhã
Rui Neves 21 de março de 2016 às 11:52

No dia 2 deste mês de Março, o ministro dos Negócios Estrangeiros revelou que, em pouco mais de um mês, o Governo tinha aprovado 850 processos relativos a autorizações de residência para investimento (ARI), conhecidas como vistos "gold", recuperando "um atraso brutal" que se verificava no final de 2015.

Uma recuperação que não se encontra plasmada nos registos de execução deste programa. De acordo com os dados do Serviço de Estrangeiros e Fronteira (SEF), nos primeiros dois meses de 2016 foram atribuídos apenas 209 vistos "gold", correspondentes à captação de 117,9 milhões de euros.

Depois de ter chegado a captar 126 milhões de euros em apenas um mês, o programa caiu a pique em Janeiro, com a atribuição de 65 autorizações de residência e 39 milhões de euros, números que mais do que duplicaram no mês seguinte, com Fevereiro a render 89,3 milhões de euros para 144 vistos "gold" concedidos.

Por nacionalidade, em Fevereiro foram atribuídas ARI a 97 cidadãos oriundos da China, 13 do Brasil, cinco da Rússia, dois da África do Sul, outros dois do Líbano e 25 de outros países. Por via do requisito da aquisição de bens imóveis foram concedidos 136 dos 144 vistos concedidos no mês passado.

Desde o início do programa, que arrancou em Outubro de 2012, foram atribuídos 2.997 autorizações de residência, totalizando um investimento de 1.821 milhões de euros, dos quais 1.645 milhões (mais de 90% do total) resultam da compra de bens imóveis e 176,3 milhões por transferência de capital.

Dos 2.997 vistos "gold" atribuídos nestes pouco mais de dois anos, 2.833 foram por via da compra de imóveis, 159 por transferência de capital e apenas cinco pela criação de, no mínimo, 10 postos de trabalho. 


(Notícia actualizada às 12:28)




pub

Marketing Automation certified by E-GOI