Banca & Finanças Vítor Constâncio: Testes de stress mostram "que crédito à economia não travará recuperação económica"

Vítor Constâncio: Testes de stress mostram "que crédito à economia não travará recuperação económica"

O vice-presidente do Banco Central Europeu acredita que os testes mostram que "a resiliência dos bancos garante que a recuperação da economia não será travada por restrições no financiamento à economia". Vítor Constâncio sublinha que este exercício teve "características únicas" e permite "uma transparência sem precedentes".
Vítor Constâncio: Testes de stress mostram "que crédito à economia não travará recuperação económica"
Maria João Gago 26 de outubro de 2014 às 12:04

"A resiliência dos bancos garante que a recuperação da economia não será travada por restrições no financiamento à economia", acredita Vítor Constâncio, vice-presidente do BCE, que falava na conferência de imprensa de apresentação de resultados da avaliação completa a 130 bancos europeus.

"O exercício foi precedido de diversas medidas por parte dos bancos, incluindo aumentos de capital no valor de 60 mil milhões de euros", sublinhou Constâncio. O antigo governador do Banco de Portugal especificou ainda que, se tivessem sido levadas em conta as iniciativas de reforço de capitais, a taxa de chumbos teria sido muito menor.

Dos 130 bancos, 25 falharam nos testes de stress. Destes, "12 já tomaram medidas suficientes" para compensar as necessidades de capital identificadas. Os restantes "13 bancos necessitam de aplicar as medidas de redução de balanço já previstas nos seus planos de reestruturação ou mesmo realizar aumentos de capital".

Para Constâncio, a avaliação completa do BCE permite uma "transparência sem precedentes", já que tem "características únicas", como por exemplo, a severidade do exercício de testes de stress.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI