Automóvel Volkswagen sobe lucros em 43,9% após escândalo

Volkswagen sobe lucros em 43,9% após escândalo

O grupo alemão fechou o primeiro trimestre com lucros de 3,4 mil milhões de euros, impulsionado por uma maior margem nas vendas. Depois do escândalo de emissões, a perspectiva é de continuar a crescer.
Volkswagen sobe lucros em 43,9% após escândalo
Bloomberg
Wilson Ledo 03 de maio de 2017 às 10:53

O grupo Volkswagen fechou o primeiro trimestre de 2017 com um lucro depois de impostos de 3,4 mil milhões de euros.

O indicador representa uma subida de 43,9% face ao período homólogo, numa altura em que o conglomerado automóvel alemão sente os primeiros efeitos da política de reestruturação forçada pelo escândalo das emissões poluentes descoberto no final de 2015 e que afectou 11 milhões de carros em todo o mundo.


A puxar por este desempenho está o nível de vendas, cujas receitas aumentaram 10,3% para os 56,2 mil milhões de euros, mostra o relatório divulgado esta quarta-feira, 3 de Maio.


"Os resultados trimestrais são mais uma prova da sólida base financeira do grupo", defendeu o responsável financeiro Frank Witter.

O grupo alemão colocou de parte 22,6 mil milhões de euros para cobrir os custos do escândalo e planeia investir outros nove mil milhões nos próximos cinco anos para reforçar a oferta de carros eléctricos e híbridos, mais amigos do ambiente do que o diesel na origem do escândalo.


Após este primeiro semestre, a Volkswagen reforça ainda as suas perspectivas para 2017, esperando que as receitas das vendas no ano possam crescer até 4%. A empresa emprega quase 633 mil pessoas.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI