Automóvel Volkswagen vai produzir T-Roc descapotável na Alemanha

Volkswagen vai produzir T-Roc descapotável na Alemanha

A versão descapotável do novo modelo da Autoeuropa vai ser produzido na fábrica alemã de Osnabrück que vai receber um investimento de 80 milhões para modernizar a linha de produção.
Volkswagen vai produzir T-Roc descapotável na Alemanha
André Cabrita-Mendes 27 de fevereiro de 2018 às 13:19
A Volkswagen anunciou que vai produzir a versão descapotável do T-Roc na Alemanha. A marca alemã vai investir 80 milhões de euros na fábrica de Osnabrück para poder produzir o T-Roc descapotável a partir do primeiro semestre de 2020.

"A Volkswagen está a evoluir para uma marca de SUVs. O T-Roc já está a impor as regras no segmento de SUVs compactos. Com o descapotável inspirado no T-Roc, vamos ter um modelo altamente emocional nesta gama", disse o presidente da marca Volkswagen, Herbert Diess, em comunicado divulgado pela empresa.

"Podemos contar com a experiência de décadas em descapotáveis da equipa de Osnabrück. Esta fábrica tem agora perspectivas brilhantes para o futuro", afirmou.

Em Osnabrück é produzido actualmente o Volkswagen Tiguan e o Porsche Cayman, contando com 2.300 trabalhadores. Em 2017 foram produzidos mais de 76 mil unidades.

Este modelo é o irmão mais novo do Volkswagen T-Roc original que começou a ser produzido na Autoeuropa em 2017. Com a chegada do novo modelo, a fábrica de Palmela vai catapultar a sua produção para 240 mil unidades este ano.

O investimento de mais de 80 milhões de euros vai ser para modernizar a produção e logística da fábrica. A Volkswagen prevê produzir 20 mil unidades deste modelo por ano a partir de 2020.

A Volkswwagen prossegue assim com a sua ofensiva SUV, prevendo ter em carteira 20 SUV até 2020, altura em que os SUV vão pesar 40% nas suas vendas totais.





A sua opinião59
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
ahah 01.03.2018

O Per(t)inaz perdeu o T, também só lhe faltava perder isto porque a Lucidez ja foi ha muito ahahaha...

Anónimo 01.03.2018

As multinacionais,não gostam de greves,problemas de qualidade, fábricas a dar prejuízo,etc e registam para quando for necessário colocar novos projectos ,estas ditas fábricas não serem contempladas.Ora se os novos projectos não vêem o que vai acontecer a(s) ditas fábricas,vão acabam por fechar...

perinaz 01.03.2018

POR CÁ SÓ FICAM OS CALL CENTERS E CAIXAS DE SUPERMERCADOS...!!!

O ANTÓNIO COSTA EXPLICA PORQUÊ...

Tanto burro a comentar 01.03.2018

Este modelo nunca esteve para ser produzido em Portugal País de BURROS

ver mais comentários
pub