Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Votorantim ainda não informou CGD se vai exercer preferência

Apesar de a CGD ter manifestado a sua disponibilidade para vender a sua posição na Cimpor na OPA da Camargo a 5,5 euros por acção, a Votorantim pode vir a exercer a preferência e adquirir a participação da CGD.

Maria João Babo mbabo@negocios.pt 20 de Abril de 2012 às 15:25
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Faria de Oliveira (na foto) disse hoje na comissão parlamentar de Economia e Obras Públicas, onde está a ser ouvido no âmbito de um requerimento do PS para esclarecer os motivos pelos quais a CGD aceitou a proposta da Camargo em deterimento da proposta da Semapa, que a Votorantim –segunda maior accionista da Cimpor e com a qual o banco público tem um acordo parassocial que prevê designadamente o direito de preferência numa venda a terceiros – "não tomou posição sobre se vai ou não exercer a preferência".

Apesar de a CGD ter manifestado a sua disponibilidade para vender a sua posição na Cimpor na OPA da Camargo a 5,5 euros por acção, a Votorantim pode vir a exercer a preferência e adquirir a participação da CGD. Uma decisão que o grupo brasileiro ainda não tomou.

Ver comentários
Saber mais CGD Faria de Oliveira OPA Cimpor Camargo Votorantim
Outras Notícias