Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Web Summit adiada para dezembro com forte participação online

Um dos maiores eventos de tecnologia do mundo vai realizar-se em Lisboa, mas passa de novembro para dezembro deste ano. A edição desta ano, devido ao contexto pandémico, vai ter uma forte participação online.

Lusa
Gonçalo Almeida goncaloalmeida@negocios.pt 24 de Junho de 2020 às 10:04
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...
A edição deste ano da Web Summit continuará a ser feita em Lisboa, mas a sua realização foi adiada de novembro para 2 a 4 de dezembro, segundo a organização. 

Contudo, e tendo em conta a situação atual de pandemia global, o evento anual de tecnologia - o segundo maior da Europa a seguir ao Mobile World Congress que foi cancelado este ano - terá uma forte componente online, com a participação estimada de cerca de 100 mil convidados nesse formato. 

Ainda assim, a organização está a aguardar para perceber se será viável fazer parte do evento com uma audiência física. Tudo dependerá da evolução da covid-19 em Portugal. 


A ideia foi testada ontem, no Collision from Home, uma adaptação de um dos maiores eventos de tecnologia da América do Norte que costuma acontecer no Canadá, e cuja realização decorreu totalmente no formato online - daí a ligeira alteração no nome face ao original Collision. A edição deste ano serviria como uma espécie de experiência para o evento da empresa liderada por Paddy Cosgrave, em Portugal. 

No início deste mês, Cosgrave admitiu que a decisão sobre a realização ou não da Web Summit caberia ao governo português e ao município de Lisboa. Decisão essa que teve "luz verde" por parte de todas as instituições em causa e que foi anunciada na semana passada pelo CEO da empresa, com realização prevista em novembro. 

Agora, sabe-se que a Web Summit de 2020 tem data marcada para entre 2 e 4 de dezembro, e a equipa garantiu que estaria a preparar um evento diferente, com parte da feira, pelo menos, a decorrer em formato online. 
Ver comentários
Saber mais Summit Lisboa Paddy Cosgrave Collision from Home Portugal economia negócios e finanças tecnologias de informação
Mais lidas
Outras Notícias